Hélio dos Anjos: “Temos que assumir responsabilidade e nos unir, nós é que vamos resolver”

Foto:PontePress/ÁlvaroJr 

 

A derrota amarga  contra o Água Santa na noite de ontem deixou a Ponte Preta numa situação delicada na tabela – caso a Inter de Limeira empate ou vença o Novorizontino hoje, a Macaca terminará a décima rodada na zona de rebaixamento. O técnico Hélio dos Anjos, porém, enfatiza que o elenco pontepretano precisa trabalhar mais do que nunca para fazer sua parte nos últimos dois jogos desta primeira fase do Paulista para evitar o pior.

“Realmente foi um baque muito grande a derrota, até pelo que os atletas fizeram durante a semana. Nossa preparação foi forte, agressiva, dinâmica. Desenvolvemos durante a semana situações para acreditar, a dedicação foi muito grande, mas a lucidez nos faltou. Nos desorganizamos ao tomar o gol. O que disse aos nossos atletas e acredito é que temos que assumir responsabilidade, nos unir o máximo possível e bater dentro da gente que nós é que vamos resolver esta situação e trabalhar firme nesta semana para isso”, pontua.

O treinador fala um pouco mais sobre o emocional dos atletas após o gol do Água Santa. “Perdemos para os nossos próprios nervos, ainda que tenhamos que enaltecer a capacidade defensiva do Água Santa em nos segurar. A gente vai ter que trabalhar parte psicológica, porque o grupo se abalou não só com o resultado, mas dentro de campo após tomar o gol. Porém não posso me agarrar a isso para dar desculpas em relação ao resultado. Tivemos muito tempo para resolver problema e reverter quadro, teve vontade, mas não teve qualidade para transformar números positivos em jogadas nítidas, não tivemos isso, infelizmente”, lamenta.

Questionado pela imprensa em relação à escalação do zagueiro Dedé, o treinador esclarece: “Com contusão do Fabrício, deixamos Fábio Sanchez e Dedé treinando como opção e apostei nele pela semana que ele fez. Eu tinha intenção de manter o Léo Santos como primeiro volante e optamos pelo Dedé, mas não podemos crucificar jogador que está dando o máximo para gente por um erro. Eu que o escalei, responsabilidade é minha, mas durante a semana a preparação dele foi muito positiva e me deu confiança em colocá-lo.”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS