Com críticas à arbitragem, Guto Ferreira analisa derrota para o XV de Piracicaba, mas foca as atenções na semana decisiva em duas competições, Copa do Brasil e Paulista

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/GuilhermeDorigatti

A derrota diante do XV de Piracicaba, na noite deste domingo (29), não foi muito bem digerida pelo técnico Guto Ferreira. Isso porque, na visão do treinador, a arbitragem foi determinante no resultado negativo, ao expulsar inujustamente o volante Josimar, no ínício da etapa final. O treinador analisa o jogo e ressalta os erros do juiz da partida.

“O primeiro tempo teve predominância do time da Ponte, contudo erramos algumas bolas de finalização no início da partida e o XV teve a felicidade, no rebote de escanteio, em uma das poucas vezes que veio, fazer o gol. Aí se fechou e jogou no padrão de contra-ataque. Acho que a arbitragem carregou demais minha equipe. Aliás, teve dois pesos e duas medidas. Todas as vezes que o Roni, atacante deles, era tocado, marcava falta e o Wellington, no jogo inteiro, sofreu faltas e só uma foi apitada pela arbitragem No segundo tempo o Josimar foi expulso injustamente, pois nem chegou a tocar no adversário. Isso foi decisivo. Tirou a força que a Ponte tinha de buscar o empate”, afirma.

O comandante valoriza a vontade dos seus atletas dentro de campo. “Eu acho que houve uma superação do time da Ponte. Agora, você nota quando o raciocinio da equipe começa a ficar atrasado. E no segundo tempo houve isso, ainda mais com um jogador a menos. Gana e vontade de vencer não faltou. O detalhe é o que o XV fez o gol e nós não fizemos”, diz.

Para Guto, apesar do resultado negativo, a Ponte vive um bom momento, no qual está perto da classificação no Paulista. O foco agora, porém, é duplo: encarar o Vilhena-RO, pela Copa do Brasil, e o Penapolense, no próximo final de semana, buscando as vitórias.

“No Paulista para classificar nós jogamos dois jogos por uma vitória e obrigamos o Audax a ganhar as duas, então qualquer tipo de tropeço deles nós já estamos classificados, independentemente de somarmos pontos. Isso é de suma importancia para nós. Mas jogaremos quinta-feira e a Penapolense não joga. Temos que respeitar a equipe do Vilhena, mas só pensar em fazer um grande jogo contra eles, vencer, e depois domingo contra o Penapolense.”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS