Treinador Guto Ferreira fala sobre absolvição no tribunal e chama torcida para apoiar o SUB20 nesta quarta, sem deixar de lado a preocupação com o Goiás

 

Crédito obrigatório para reprodução da imagem: PontePress/GuilhermeDorigatti

 

Na última segunda-feira (08) o treinador Guto Ferreira foi absolvido pelo tribunal de justiça desportiva pela expulsão na partida diante do Cruzeiro e está liberado para comandar a Ponte Preta na beira do campo contra o Goiás no próximo jogo do Brasileirão. “Graças a Deus foi uma coisa bem tranquila. O pessoal do tribunal entendeu a situação, até em virtude de tudo o que tem acontecido nas questões de arbitragem. Eles apresentaram o relato do árbitro, fizeram algumas perguntas para que eu explicasse o que aconteceu e agora estou liberado para trabalhar normalmente”, diz Guto Ferreira.

O comandante da Macaca alterou o horário do treinamento dessa quarta-feira (10) da tarde para o período da manhã para poder acompanhar a equipe SUB20 que joga às 15 horas no Majestoso contra o Fluminense pelo Campeonato Brasileiro da categoria e convoca o torcedor para empurrar também os juniores. “Temos vários meninos trabalhando a tarde e precisamos acompanhar. A nossa presença também estimula e coloca os meninos ainda mais motivados para mostrar serviço em uma competição tão qualificada que é o Brasileiro SUB20. Não adianta ficar indo no comentário dos outros, quando você está presente a situação de análise é muito melhor. O nosso trabalho visa o amanhã da Ponte e esses meninos precisam ser amparados e se sentirem apoiados por nós e pelo torcedor. Eles já tiveram um ótimo resultado jogando contra o Inter lá em Porto Alegre e nada mais justo do que receber o apoio daqueles que possam estar no Moisés Lucarelli nessa tarde.”

Com a semana cheia para treinamentos, o técnico espera recuperar o cansaço dos atletas e se preparar da melhor maneira possível para enfrentar o Goiás no domingo, um adversário que promete dificultar as coisas para a Ponte. “Primeiramente temos um tempo bom para conseguir recuperar alguns jogadores que vem em jogos em sequência. Temos também a condição de qualificar em aspectos físicos e táticos e fazer um trabalho mais voltado para a próxima partida. O Goiás é um time perigoso, haja vista, que veio muito bem nas quatro primeiras rodadas, só se atrapalhando um pouco nas duas últimas. É um time bastante jovem, de muita entrega e luta e com um poder de marcação e contra ataque forte. Eles gostam de jogar no erro dos adversários e vão nos impor uma dificuldade muito grande. Mais do que nunca precisamos estar atentos e da presença e apoio do torcedor”, afirma Guto Ferreira.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS