Ponte se reapresenta nesta segunda e Guto Ferreira lamenta necessidade de mudanças na equipe na última partida

 

Crédito obrigatório para reprodução da imagem: PontePress/GuilhermeDorigatti

 

A equipe da Ponte Preta irá retornar para Campinas na manhã dessa segunda-feira (06) e já realiza treinamento técnico e regenerativo no período da tarde no Centro de Treinamentos do Jardim Eulina. Após a derrota por 2 a 0 para o Palmeiras na noite de domingo, o treinador Guto Ferreira lamenta a extensa lista de ausências que teve neste jogo, que incluía os suspensos Fernando Bob e Renato Cajá, os poupados por grande risco de lesão Biro Biro e Diego Oliveira, além de Josimar que teve virose e Adrianinho que se machucou no aquecimento para entrar em campo.

“Acho que fomos bem abaixo até pelas situações de mudanças, mas não enxergo o Palmeiras com tanta superioridade. Tomamos dois gols em erros nossos, principalmente o primeiro em que estávamos com a bola no pé. No segundo tempo conseguimos arrumar e evoluir, mas passamos também pela condição física. Terminamos o jogo pressionando, conseguimos escapar algumas bolas, mas não marcamos e o Palmeiras não desperdiçou as chances. Precisamos melhorar para fazer os dois tempos mais equilibrados e rezar para que todos possam voltar na quarta-feira. O lado bom é que no meio campo os três titulares descansaram e na frente o Diego Oliviera e o Biro Biro”, opina Guto Ferreira.

O comandante da Macaca acredita que, apesar dos resultados negativos, o time está jogando bem e precisa de apoio de todos neste momento. “Precisamos ter coerência e quem está criticando não tem coerência. Da mesma forma que quando estávamos ganhando não era o céu, agora não estamos no inferno, até pelo nível dos jogos que estamos fazendo. Precisamos ver o que esta acontecendo e administrar a competição. Temos conseguindo resultados expressivos e precisamos de apoio nesse momento”, diz Guto Ferreira, que ainda comenta o caso do atacante Borges, que não foi relacionado para o jogo na Arena Pantanal.

“Eu gosto de trabalhar com jogador que está comprometido. Na partida contra o Corinthians houve um momento em que eu pretendia colocá-lo para ter dois atacantes e ele me sugeriu colocar o Roni e não ele, pois ele e o Diego Oliveira ocupam o mesmo espaço do campo. Ele sabe que errou, já pediu desculpas e vamos ver como será daqui para frente”, finaliza Guto Ferreira.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS