Ponte treina nesta sexta nos EUA e Guto Ferreira fala sobre amistoso, Copa do Brasil, TC10+, jogadores da base e muito mais

 

Crédito obrigatório para reprodução da imagem:
PontePress/RodrigoCeregatti

 

A Ponte Preta chegou na noite dessa quinta-feira (30) nos Estados Unidos e faz treinamento nesta sexta-feira (01), às 19 horas (de Brasília) no Orlando Citrus Bowl, palco do amistoso contra o Orlando City. Este trabalho será aberto para a imprensa e o público em geral que vai poder acompanhar o elenco alvinegro nesta atividade. O técnico Guto Ferreira espera fazer um grande um jogo amanhã contra os Lions e fala sobre o jogo, a preparação para a Copa do Brasil e muitos outros assuntos. Confira:

Amistoso

“É uma exposição bastante importante da marca Ponte Preta e que propicia você conhecer pessoas e expor o seu trabalho. A Ponte Preta se sente honrada em disputar este amistoso contra o Orlando City e, para nós, fazer um jogo internacional neste momento não se trata apenas dessa visibilidade ao time em outro país e sim uma importante preparação para o Campeonato Brasileiro, que disputaremos também a partir de maio. O Orlando é um time em ascensão na Liga Americana e tem em seu elenco jogadores experientes. Será um desafio muito importante, inclusive pensando no início do Brasileirão.”

Jogadores da Base

“É uma coisa muito boa. Nós temos a expectativa de que, valendo três pontos, eles possam repetir o que eles vêm fazendo no treinamento. Eles vêm treinando com muito afinco, qualidade e dedicação e nos jogos treinos estão mostrando qualidades importantes. O treinador passa a ser o cara que vai dar as diretrizes. ‘Olha, é por aqui, por aqui’ e cabe a eles ter a humildade de ouvir. Puxamos a orelha um pouco quando começam a sair do prumo para manter o perfil de meninos que queremos. Um perfil sério, profissional e que almejam grandes escalas. Temos essa experiência, inclusive em grandes clubes com muitos craques que hoje estão ai. Aqui têm um potencial grande e temos que acreditar e colocar esses jogadores que estão bem como o Jeferson, Leandrinho, Ian, Cauê, Vitor Xavier, Malcoon, Bernardo, Rodrigo Lobão e outros tantos. esses jovens jogadores terem rendimento bom nos jogos treinos e que a gente espera que também possam ter um bom rendimento no jogo contra o Moto Club e mostrar ‘Olha, em algum momento eu tenho o meu espaço.”

Copa do Brasil

“No jogo da Copa do Brasil vamos dar uma oportunidade aos garotos que pode se transformar em muitas outras. Eles estão muito tranquilos com tudo isso, a responsabilidade é toda minha do que acontecer lá, mesmo eu não devendo ir para São Luis, provavelmente o Alexandre Faganello é quem vai comandar o time. Se eu estou colocando no time é porque eu confio e de lá podem surgir muita gente boa. Tudo isso é embasado por peças que tem experiência e qualidade para poder dar tanquilidade aos meninos poderem jogar como o Adrianinho, Roni, Renato Chaves, João Carlos, Juninho. Essa mescla é que faz o time ter sucesso e os garotos aparecerem.”

TC10+

“Nos últimos anos está sendo feito um trabalho de estruturação do clube, projeto da Arena e de pensar em ter equipes cada vez mais fortes e competitivas. Mais do que nunca, o torcedor da Ponte precisa acreditar nesse projeto e abraçar inclusive na condição de sócio torcedor. Hoje o futebol só se faz pelo dinheiro e o Palmeiras está ai para provar, só montou um time da maneira que montou porque hoje tem 80 mil sócios. A Ponte vai viver uma competição que não só, em termos de cota de televisão que ela vai ter apenas quatro ou cinco concorrentes com valores similares e o resto muito acima, outros times com estrutura financeira muito maior até pelos sócios. O Internacional não recebe o mesmo do Corinthians e Flamengo, mas tem mais de 100 mil sócios e consegue montar as equipes. A Ponte tem que pensar um pouco maior também e pensar que é possível, como já foi possível para um São Caetano e outras equipes.”

Saída de jogadores

“O seu Sergio Carnielli é uma pessoa muito bem vinda, carismática e que tem o respeito de todos dentro do clube. Ele compareceu ao treino do time na quarta-feira e, mais do que qualquer coisa, veio trazer o seu desejo de boa sorte no Campeonato Brasileiro e na viagem. Ele colocou também situações de como pensa a direção da Ponte no trabalho que vem sendo desenvolvido. Um dos passos é deixar bem claro que dá a tranquilidade do lado financeiro, do compromisso assumido, mas dizer sim que a Ponte pensa em não abrir mão deles. Logicamente, não tem como impedir totalmente uma saída, mas só vai sair se realmente não for possível segurar. A idéia é mantermos todos os que estão aqui e fazermos um grande Campeonato Brasileiro.”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS