Ponte se reapresenta nesta segunda e Guto Ferreira destaca entrega do time até o final diante do Cruzeiro

 

Crédito obrigatório para reprodução da imagem: PontePress/GuilhermeDorigatti

 

Após conquistar o empate diante do Cruzeiro no Mineirão, o time da Ponte Preta retornou para Campinas ainda na noite de domingo e nesta segunda-feira (25) realiza treinamento regenerativo no Centro de Treinamento do Jardim Eulina no período da tarde.

O treinador Guto Ferreira avalia a atuação alvinegra diante do bi campeão brasileiro. “O time do Cruzeiro é muito competitivo e de muito contato, mas encaramos. Talvez tenha sido uma das melhores partidas nossas contra equipes de contato. Não foi um jogo técnico, mas sim de muita disputa, pegada e marcação. No final, o 1 a 1 foi bom, mas se você ver as situações de gol a Ponte teve situações mais claras. O grande trunfo foi a equipe não se entregar e ir até o final, assim como fizemos contra o Grêmio. O jogo foi lá e cá até o final e foi emocionante para os torcedores.”

O comandante pontepretano também elogia a força do plantel que tem em mãos para a temporada. “É muito importante termos plantel em um campeonato longo e difícil como o Brasileiro. Você vê que o Cruzeiro jogou inteiramente com reservas e ainda mexeu com qualidade. Nós também acrescentamos com Cesinha, Borges e Roni e o trabalho que estamos fazendo para ter mais jogadores. O grupo está comprometido com o grupo, em conseguir resultados e quem entra, independente do quanto vai jogar, entra para fazer o melhor”, diz Guto Ferreira, que já começa a pensar no próximo jogo do Brasileiro contra a Chapecoense no sábado (30) e na partida da Copa do Brasil contra o Coritiba na quarta-feira (27).

“Vamos buscar montar um time competitivo para conseguir a segunda vitória em casa diante da Chapecoense, ainda que sem o torcedor. O importante é que estamos trabalhando contra equipes dificílimas e todo mundo tem trabalhado bem e ajudado. Antes disso temos que pensar que quarta-feira tem Copa do Brasil fora de casa. Vamos colocar um time alternativo, porque se quisermos montar uma Ponte forte temos que acreditar naquilo que temos e fazer jogar. O Campeonato Brasileiro é o mais importante então esse é o momento de dar rodagem e experiência para esses meninos mostrarem seu potencial e ter confiança para quando for preciso”, finaliza Guto Ferreira.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS