Guto Ferreira elogia a atuação das “duas Ponte Pretas” no amistoso internacional destaca: Macaca não tem apenas 11 jogadores

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/GuilhermeDorigatti

A Ponte Preta derrotou os americanos do Fort Lauredale Strikers pelo placar de 4 a 0 na noite desse sábado (20) no estádio Moisés Lucarelli. O treinador Guto Ferreira utilizou este amistoso internacional para dar ritmo de jogo para todos os jogadores do elenco alvinegro: ele colocou em campi duas equipes completas, diferentes, em cada etapa da partida.

 

“Fizemos o um a zero na primeira etapa e tivemos vários lances com plástica para fazer mais, só não ampliamos ainda no tempo inicial por erros rápidos de concentração. No final, foi muito proveitoso, com mais três tentos. Você vê o Leandrinho, que já tem experiência internacional na categoria dele e só não é titular hoje porque é muito leve e jovem,e ainda não tem um nível de intensidade mais elevado; o Vitor Xavier fez mais uma partida fantástica e o grupo todo está de parabéns pelo trabalho dessa noite. A Ponte não tem apenas 11 jogadores e ninguém dorme em serviço porque sabe que tem outro louco para pegar a vaga dele”, diz Guto Ferreira, que ainda fala sobre a importância deste jogo para a preparação do time.

 

“Independentemente do nível do adversário, precisamos buscar fazer uma partida boa para o torcedor. O torcedor que vem assistir a uma partida como essa, mais do que uma vitória vem para ver o jogo bem jogado, até porque não estamos em nenhuma competição. Se tivéssemos feito apenas um jogo treino contra outra equipe aqui da região não seria um time de primeiras divisões e a intensidade da partida seria muito menor. O público, a televisão, e uma equipe que vem buscar o desenvolvimento do seu futebol e aqui e nós cobrando uma postura mais próxima de um jogo competitivo elevou o nível do teste”, finaliza Guto Ferreira.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS