Macaca se reapresenta nesta tarde , após empate diante do Grêmio, e Guto Fereira valoriza segundo tempo, mas reconhece erros defensivos; reveja os gols

 

 

O elenco pontepretano se reapresenta na tarde desta segunda (11) para treinamentos e é hora de “mudar a chavinha”: o foco agora é a partida no meio da semana contra o Moto Club e não mais o Brasileiro, pelo qual a Macaca só volta a campo no domingo, contra o São Paulo (em jogo de portões fechados, cumprindo punição do ano passado imposta por confusão envolvendo a torcida em Joinville). No entanto, se o foco é outro, há lições a serem aprendidas na rodada de estreia do Brasileirão.

O técnico Guto Ferreira destaca a valentia da equipe no empate em 3 a 3 como exemplo a ser seguido sempre, em todos os jogos, mas também ressalta que é preciso corrigir erros demonstrados, em especial no setor defensivo. “Contado o gol bem anuladdo, o Grêmio fez três gols de bola parada. É uma coisa que temos que qualificar e acertar, mas houve um crescimento muito grande com a alteração tática da equipe. Se superou, teve um rendimento físico fantástico, mesmo com um jogador a menos não se acanhou. Não se intimidou”, reforça.

O treinador enfatiza que o empate foi conquistado em cima do empenho do time.  “Acho que não é sorte, é competência. Da mesma forma que O Grêmio teve a competência das bolas paradas e nós não tivemos a competência de defender. São quesitos para melhorar. Temos que ser bem pés no chão, para que possamos qualificar em um campeonato tão difícil como esse. O primeiro tempo ficou abaixo do nosso padrão, no segundo tempo conseguimos, fomos agressivos, fizemos três gols, tivemos a oportunidade de fazer mais, mas ainda assim, tivemos detalhes de erros, que para nós podermos almejar sairmos vencedores, temos que ser mais qualificados defensivamente”, afirma.

Guto Ferreira também fala  sobre a estreia do atacante Diego Oliveira, autor do gol de empate da Macaca. “É inegável que a entrada do Diego Oliveira foi muito boa. Não só atacando, como qualificando passes para os companheiros, marcando bastante na saída de bola e foi muito feliz. Foi premiado por tudo o que fez, marcando o gol de empate no final do jogo, então logicamente a entrada dele foi decisiva, até porque acrescentou estatura, melhorou o jogo aéreo, mantivemos a bola parada defensiva mais qualificada e acrescentamos em velocidade, força, retenção de bola, em jogadas rápidas em cima da defessa gremista e conseguimos reverter o resultado que estava em 2 a 0”, completa.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS