Gerente de futebol da Ponte, Gustavo Bueno fala sobre Copa Sulamericana e analisa adversário da Macaca na competição

O gerente de futebol da Ponte Preta, Gustavo Bueno, esteve no sorteio dos confrontos da Copa Sulamericana, na sede da Conmebol em Luque, no Paraguai, realizado na terça-feira (31). Segundo o dirigente, a Ponte considera muito importante a competição e vai disputar com boas perspectivas.

 

“É uma competição que tem uma comoção por parte da nossa torcida. Tivemos uma performance muito significativa em 2013, quase conquistamos o título e acho que nossa ida para o sorteio foi primeiro, para mostrar à nossa torcida o quão importante essa competição é para nós. E segundo para além de ter as informações, com relação ao sorteio de uma maneira geral, serviu para fazer contatos com outros profissionais, de outras equipes de países sulamericanos. Foi muito válido a ida e acredito que valeu a pena”, afirma Gustavo Bueno, que analisou o time do Gimnasia La Plata, adversário da Ponte na primeira fase da competição.

 

“Quanto ao adversário, tivemos a oportunidade de tirar algumas informações, claro que superficiais. É uma equipe que está no meio da tabela no Campeonato Argentino, que é chata de se jogar e acreditamos que é um adversário que tem qualidade. Conversei com os representantes da equipe, o presidente e o gerente de futebol, que estavam lá também. Coloquei a estrutura da Ponte Preta para eles aqui e eles da mesma forma no jogo de volta. Esperamos iniciar com o pé direito nessa competição, pois temos um carinho muito especial por ela”, ressalta o gerente.

 

Gustavo Bueno pontuou que as contratações feitas pelo clube tem que ser feitas para a temporada e não somente para uma competição específica. “As contratações não tem que ser baseadas somente em uma competição, mas sim em um planejamento de elenco. É claro que quando se trabalha com três ou quatro competições é necessário um grupo qualificado. É um formato novo, com a entrada das equipes que participam da Libertadores, que até então não se encontravam. São dez equipes. A partir da segunda fase pode ser que o confronto seja entre equipes brasileiras, mas eu acredito que é uma competição que se alongou mais e é importante que com essa mudança no regulamento, nós consigamos estar preparados para fazer um bom ano”, enfatiza Gustavo Bueno, que comentou também sobre alguns nomes que estão sendo especulados como reforços na Macaca.

 

“O Matheus Cassini foi uma indicação do Fernando Garcia. É um atleta que não tem custo nenhum para a Ponte e pediu para analisarmos. Estamos buscando informações e são boas em termos técnicas. Mas ainda não tem nada assinado. Somente especulação. Existe a possibilidade e vou conversar com a comissão técnica”, revela o gerente, que acrescenta sobre Luis Fabiano.

 

“Sobre o Luis Fabiano a informação é que ele vai demorar mais do que se imaginava na China, porque ainda não chegou a um acordo sobre a sua rescisão. Quero deixar bem claro que gostaríamos muito de contar com ele, estamos fazendo todo esforço possível, mas é algo que foge do nosso controle. Sabemos que o Vasco entrou com uma situação financeira muito maior do que a Ponte propôs, mas vamos esperar uma posição do próprio Luis, que conversou conosco e que se tivesse com a rescisão feita falaria primeiro com a Ponte”, completa.

 

 

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS