Guerra de gigantes: melhores times do campeonato, Ponte Preta e Joinville se enfrentam neste sábado (15) em jogo que vale liderança; técnico Guto Ferreira diz que equipe está preparada para enfrentar o melhor do adversário e Renato Cajá enaltece grupo

 

Crédito obrigatório para reprodução da imagem: PontePress/Fábio Leoni

 

A  Ponte Preta enfrenta o Joinville, na tarde deste sábado (15), em partida que vale a liderança o Campeonato Brasileiro da Série B e é crucial para as ambições dos dois times de levantarem a taça da competição. O duelo entre a Macaca, com 67 pontos, e os catarinenses, com 66, será na Arena Joinville, em Santa Catarina, às 16h20. Na opinião do técnico Guto Ferreira, será uma partida difícil. Ele prega respeito ao adversário, ainda mais jogando fora de casa, e quer time extremamente focado para enfrentar um grande adversário.

“O modo como a Ponte enfrenta os seus oponentes, seja dentro ou fora de casa, tem sido um referencial para nós. É um jogo diferente? Não, vale os mesmos três pontos. A interferência de fora pode gerar algum tipo de pilha nos jogadores, mas, mais do que estar pilhados, temos que estar equilibrados. Com nível de entrega alto, nível de motivação alto, mas focados; com alto nível de concentração, equilíbrio, porque é isso que tem nos conduzido a resultados positivos e que dará possibilidades para enfrentarmos as dificuldades que teremos lá”, diz.

Guto faz uma avaliação rápida sobre a equipe adversária. “A equipe do Joinville é uma dentro de casa e outra fora. Muita diferença? Não, mas tem. Tem um algo mais dentro de casa e temos que ir lá e superar isso. Para isso temos que nos preparar para o melhor Joinville dentro de casa. Então temos que estar no nosso momento melhor”, afirma o treinador, que divide o favoritismo do confronto.

“Favorito ou não, eles tem um jogo em casa. Os dois estão dividindo responsabilidades. Nem mais e nem menos. Os dois têm interesses, já se classificaram, vêm muito próximos um do outro e jogando um futebol de qualidade. Um tem a melhor defesa e outro tem o melhor ataque. Esperamos que nosso ataque possa vencer a partida sobre a melhor defesa, porém é difícil passar por uma defesa da qualidade que tem o Joinville. Temos que passar por cima de tudo isso, mas as chances estão bem divididas, 50% a 50% em tudo”, explica o comandante.

O meia Renato Cajá acredita que o bom momento vivido pelo grupo tem sido um diferencial para a campanha vitoriosa da Ponte. O atleta espera que isso continue para dar mais um passo rumo ao título. “Está muito bom o clima. Em cada treino nós brincamos um com os outros. Não tem inimigo dentro do grupo. Só temos que comemorar esse tempo que estamos vivendo aqui. Só temos que buscar esse título, para fechar com chave de ouro esse grande campeonato que fizemos. Vamos nos dedicar ao máximo e tentar sair de lá com uma vantagem, pois será importantíssimo para fecharmos a competição”, avalia.

O camisa 10 ressalta que o time não tem só ele para conduzir o meio-de-campo: todos tem capacidade para fazer com que a equipe jogue de forma interessante e consiga os resultados. “O importante é que nossa equipe não tem um só armador. Todos da frente conseguem armar e construir jogadas. O importante é que nossa equipe não tem só uma peça, que ao ser marcada individualmente não acontece mais nada. Nossa equipe consegue sair em todos os momentos”, diz.

Cajá ressalta a periculosidade do oponente de logo mais. “Sabemos da qualidade e das opções que tem o Joinville e só temos que chegar lá, entrar dedicados, jogar da nossa forma, da nossa maneira. Como o Guto tem falado, vamos tentar aproveitar o ponto fraco deles. Será um grande jogo, uma final antecipada e querermos sair vencedores”, completa Cajá.

Ingressos

Os 1800 ingressos destinados aos torcedores pontepretanos para o jogo de sábado contra a equipe catarinense serão vendidos somente na bilheteria visitante do estádio, e a partir das 10 horas do sábado. Esta medida também tranquiliza os torcedores alvinegros em relação a rumores – infundados – de que a torcida local se planejava para comprar já os ingressos dos visitantes e assim ocupar todos os locais disponíveis do estádio. Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia).

Quem não puder ir à Joinville pode acompanhar o jogo no Première FC e na EPTV Campinas. Pelo rádio, as opções são: FM 99,1 e AM870 e 1170. Outra opção, pela internet, é a webrádio Macaca Reunida.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS