Ponte comemora 116 anos em noite de gala, com entrega de títulos de cidadão pontepretano, lançamento da nova camisa 2, presença de ex-atletas, Flávio Prado, Fundo de Quintal e Desimpedidos, e uma grande homenagem ao mestre Dicá

É hoje. A partir das 20 horas, na Via Áppia, a Ponte Preta recebe quase mil convidados para uma noite de gala pelos 116 anos de história da Macaca, primeiro time de futebol do Brasil em funcionamento ininterrupto. A fundação em si – como sabe todo pontepretano – aconteceu em 11 de agosto de 1900, mas como a data de aniversário cai na próxima quinta, a festa foi antecipada para logo mais. E que festa.

O grande homenageado da noite será o meia Dicá, ídolo maior da Macaca, que no ponto alto da festa será surpreendido com… bem, se contarmos, ele não será surpreendido, não é mesmo? Quem estiver na festa verá e com certeza irá gostar. Aliás, não só Dicá estará presente: outros grandes nomes, como Chicão, Alan, Oscar, Wanderley Paiva e Polozzi, já confirmaram presença.

Como é tradicional, também na festa serão revelados pelo mestre de cerimônias, o jornalista esportivo Flávio Prado, os cidadão pontepretanos – anualmente, a Macaca elogia com este título três ou quatro pessoas (torcedores, empresários, ex-atletas, jornalistas, celebridades etc) que se destacam por terem contribuído com a Ponte Preta e a imagem da instituição.

Também será apresentada em primeira mão a nova camisa 2 da Macaca, desenvolvida pela Adidas. Com a presença de Fred e os Desimpedidos, a nova armadura será exibida por dois atletas do elenco profissional e por torcedores que foram sorteados no Majestoso. Tudo isso, como sempre, com porções, bebidas e jantar all inclusive. E tem ainda show do grupo Fundo de Quintal e o tradicional “parabéns à você” cantado à meia-noite. Vale lembrar que todos os convites colocados à venda foram adquiridos e, por isso, quem ficar de fora infelizmente só vai ter chance de participar de algo parecido no ano que vem. 

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS