Elenco treina em dois períodos nesta terça (01) e Ferrugem, focado na Série B do Brasileiro, diz que equipe tem que vencer todos os jogos em casa e conseguir o acesso à Série A o quanto antes

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/DJotaCarvalho

O elenco da Ponte Preta treina em dois períodos nesta terça-feira (01), no Moisés Lucarelli, visando à preparação para o Campeonato Brasileiro Série B. Um dos atletas mais consistentes do grupo, Ferrugem – que foi lateral-direito no Paulistão – quer continuar no time titular, mesmo que continue a não estar na posição de origem (volante).

 “Vou fazer meu máximo, trabalhando para estar à disposição do professor Vadão, independente de qual posição que ele optar em me colocar. Gosto de jogar pelo meio, mas me adaptei bem na lateral e se precisar jogo por ali também”, diz o atleta, que não esconde que se manter entre os 11 que começam jogando não é tarefa fácil, principalmente com novas contratações que devem aparecer para o nacional.

“Temos que tomar mais cuidado. Quem está no time titular tem que se preocupar em se manter nessa condição. E quem não está tem que brigar pela posição. Aqueles que vierem serão bem vindos, virão para nos ajudar, mas aqueles que estiverem aqui têm que continuar mantendo o trabalho, assim como os que estiverem no banco brigarem por essa posição. É um novo campeonato e todos têm chance de conquistar a titularidade”, reforça Ferrugem.

O atleta se mostra feliz com o bom desempenho que teve, mas valoriza mais o grupo, que contribui com o seu desempenho. “Lógico que o que prevalece é o grupo. É a união que faz a força. Mas fico feliz de, mesmo fora da posição, ter sido um dos mais regulares da equipe. É uma vitória pessoal, mas o que queríamos mesmo era chegar na final”, afirma o volante/lateral, que explica o que a Ponte Preta tem que fazer de diferente para ter um sucesso maior no Brasileiro.

 “Não podemos oscilar tanto na Série B, como fizemos no Paulista. Nosso objetivo é subir de divisão. Em casa temos que ser fortes e conseguir todas as vitórias. A minha expectativa é das melhores. Espero que possamos fazer um grande trabalho e subir. É o nosso objetivo aqui na Ponte, já que não conseguimos o Paulista, temos que subir de qualquer jeito. A Ponte não merece estar na Série B. O que o clube oferece para nós faz com que consigamos esse acesso o mais rápido possível”, diz.

Ferrugem finaliza avaliando prós e contras do prazo razoável de dias sem jogos antes do início da Série B. “Tem seu lado positivo e o negativo. Dá tempo para treinar, entrosar a equipe e formar a filosofia de trabalho que o professor Vadão vai querer. E o ruim é que vamos perder um pouco de ritmo de jogos. Isso atrapalha um pouco, mas por outro lado é bom pelo entrosamento maior na equipe.”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS