Ponte treina nesta manhã e Ferron espera jogo duro no sábado apesar da colocação do adversário

 

Crédito obrigatório para reprodução da imagem:

PontePress/FábioLeoni

 

A equipe da Ponte Preta vai realizar treinamento técnico na manhã dessa quinta-feira (29) no Centro de Treinamentos do Jardim Eulina. O treinador Felipe Moreira vai seguir preparando o time para o próximo compromisso pelo Brasileirão diante do Joinville no Majestoso neste sábado (31).

“Nós estamos brigando ainda por algo a mais na Série A. Não podemos nos acomodar, achando que está tudo certo e que já conquistamos a permanência. Vamos continuar fazendo o nosso trabalho, com bastante seriedade, competência e se cobrando dentro de campo, até porque faltam seis jogos ainda. O Joinville vive um momento delicado na competição, mas tem qualidades. É um jogo que tem que ser pensando bastante me termos táticos, e que os nossos atacantes estejam em um bom dia para desempenhar o futebol deles e que façamos um grande jogo”, opina o zagueiro Ferron. 

O defensor faz questão de destacar o alto nível de todas as equipes da competição, seja o vice líder adversário da última rodada ou o vice lanterna do próximo confronto. “Os vinte clubes de Série A tem qualidades. É claro que chega uma circunstancia do campeonato em que uns vão brigar mais em cima e outros mais embaixo. Os times que estão brigando pelo G4 querem dar a vida para tentar uma vaga na Libertadores. Há outros times que estão dando a vida pela permanência na 1ª divisão. Então não tem jogo fácil”, destaca Ferron, que acredita que a Ponte segue por uma bom caminho do Brasileiro.

“Estávamos em sequência boa de sete jogos sem perder e conseguindo pontuações em todos os jogos. Tivemos essa derrota, mas temos que seguir o trabalho que estamos fazendo, assim como estava dando certo antes, com cobrança, trabalho dentro de campo e não é porque perdeu agora que está tudo errado, procurando coisas onde não tem. Deixar bem claro que perdemos para um time que está em segundo lugar e brigando pelo título. A pressão que teve durante o jogo foi normal da parte do Atlético. Eles fazem isso em todos os jogos contra qualquer adversário e por circunstâncias dos jogos, nós perdemos. Tivemos a eventualidade de sair até com o empate, mas faz parte. É levantar a cabeça, saber que seguimos vimos na competição, com um objetivo maior que queremos e é encarar esse jogo contra o Joinville com seriedade, para que possamos fazer os três pontos.”

Ferron ainda comenta sobre o bom momento pessoal dentro da equipe desde que chegou no decorrer da competição. “A sorte favorece aquele que trabalha. Não adiante ficar em casa olhando para cima e esperar que as coisas dêem certo, não existe isso. Tudo conspira a favor, a partir do momento que você faz as coisas certas. Eu cheguei em um momento em que o grupo cresceu junto também. Nós tivemos dois resultados negativos e costumo dizer que é difícil ter um crescimento nessa parte da competição. Geralmente equipes que entram para se manter na primeira divisão, começam o campeonato muito bem e depois caem e vão brigando lá embaixo. Já a Ponte foi diferente, ela começou bem, depois oscilou um pouco e na hora mais complicada da competição cresceu. É difícil pegar um time que cresce nessa hora. Graças a Deus conseguimos evoluir no momento certo e eu pude estar no momento certo alí, o grupo todo se fechou e conseguimos essa arrancada. Mas temos mais objetivos na competição”, finaliza Ferron.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS