Não há partidas disponíveis.

Não há partidas disponíveis.

FATO HISTÓRICO: Ponte Preta e Atlético-GO decidiram, em 1971, torneio de repercussão nacional

Você sabia que Ponte Preta e Atlético-GO, que se encontram pela 19ª vez na história, nesta sexta-feira (23), 19h, em Goiânia, pela 13ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, já decidiram título de expressão nacional? Pois, é! Foi em 1971, quando a Macaca acabou derrotada pelo Dragão, por 1 a 0, na prorrogação da decisão do Torneio da Integração Nacional, uma espécie de Série B do Brasileiro na época.

A final foi em melhor de três jogos. A Macaca venceu a primeira, por 1 a 0, gol de Ditinho, perdeu a segunda, por 1 a 0, em jogo que teve o goleiro Waldir Peres expulso. A terceira e decisiva encerou 0 a 0 no tempo normal e acabou com triunfo goiano na prorrogação, por 1 a 0.

Sucesso de Audiência

O campeonato, relata a imprensa da época, foi um divisor de águas para o futebol brasileiro. Com repercussão nacional, os jogos figuravam nos concursos da Loteria Esportiva, eram notícia em revistas como Placar e estavam em todas as rádios e TVs do eixo Rio-São Paulo, como a TV Tupi (líder de audiência naqueles anos) que chegou a mandar repórteres para cobrir a final em Goiânia.

Patrocinado pela Federação Goiana de Desportos, o Torneio da Integração Nacional reuniu 16 clubes de 11 estados, nos moldes de uma Copa do Mundo, com quatro grupos de quatro participantes. Os participantes eram clubes de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Bahia, Pernambuco, Ceará, Maranhão, Espirito Santo, Paraíba e Amazonas e ainda seis clubes de Goiás (Atlético, Goiás, Vila Nova, Goiânia, Anápolis e Campinas).

A Macaca, que havia sido campeã da divisão de acesso paulista em 1969, jogou a elite estadual em 1970 e também participou do Torneio Roberto Gomes Pedrosa (o Brasileirão) de 1970. Acabou excluída pela extinta CBD de competições em nacionais em 1971.

Revolta Goiana

No ano de 1971, alguns clubes resolveram tornar pública a sua insatisfação com o privilégio que a CBD (precursora da atual CBF) deu a determinados estados. O estado de Goiás, excluído da edição do Campeonato Brasileiro daquele ano, liderou a revolta.

Com o apoio do governador do estado, o presidente do Goiás teve a ideia de criar o Torneio de Integração Nacional. Seis clubes goianos entraram no certame, acompanhados por representantes de outros dez estados, incluindo quatro que não estavam no Brasileirão. O torneio aconteceu entre setembro e outubro de 1971.

PARTICIPANTES
Ponte Preta
Anápolis-GO
Atlético-GO
Botafogo-PB
Campo Grande-RJ
Desportiva-ES
Campinas-GO
Fast Club-AM
Fortaleza
Fluminense de Feira-BA
Goiânia-GO
Goiás
Moto Clube-MA
Náutico
União Bandeirante-PR
Vila Nova

CAMPANHA DA MACACA

1ª Fase – Grupo B
1º) Ponte Preta
2º) Anápolis
3º) União Bandeirante
4º) Campo Grande

2ª Fase – Grupo 2
1º) Ponte Preta
2º) Fluminense de Feira-BA
3º) Fortaleza
4º) Botafogo-PB

Texto e Pesquisa: Paulo Santana/PontePress
Colaboração: Paulo Winícius Teixeira de Paula (Historiador e Diretor de Patrimônio Histórico e Cultural do Atlético-GO)
Fotos: Reprodução Placar e Arquivo Ponte Preta

Compartilhe em suas redes sociais