Ponte treina nesta quarta e equipe de preparação física fala sobre trabalho desenvolvido no clube

 

Crédito obrigatório para reprodução da imagem: PontePress/RodrigoCeregatti

Auxiliar de preração física Caio Gilli, preparador físico Lucas Benchimol e fisiologista Norberto Toledo

 

A equipe da Ponte Preta vai realizar treinamento técnico na manhã dessa quarta-feira (10) no Centro de Treinamentos do Jardim Eulina. Como o próximo jogo da Macaca será apenas no domingo (14) contra o Goiás, a semana sem jogos vem sendo inteiramente focada para os treinos, com a carga de trabalho dos atletas mais acentuada.

O fisiologista Norberto Toledo explica um pouco sobre como é feito o trabalho de preparação dos atletas para que o time consiga atuar em alto rendimento durante toda a temporada. “Aqui na Ponte Preta os departamentos não são dissociados. A fisiologia, a preparação física, a nutrição, o departamento médico são todos interligados e muito bem definidos. Temos feitos os controles de treino e pós jogos, as variáveis físicas de desempenho, análises de sangue, entre outros exames, com uma frequência que entendemos necessária e temos conseguindo controlar as cargas pelas questões do calendário. A nossa estrutura de trabalho já vem sendo construída há mais de seis anos para atender as nossas necessidades nas competições que disputamos. Com toda essa metodologia de controle conseguimos antecipar os problemas para evitá-los, porque depois que eles acontecem não tem mais o que fazer. É lógico que impossível evitar todas as lesões, mas precisamos tentar evitar que elas aconteçam e buscar a não lesão.”

Um dos grandes destaques da Ponte neste Brasileirão é o meia Renato Cajá. Se as qualidades técnicas do camisa 10 não são novidade para ninguém, a parte física que auxilia na movimentação e marcação em campo é uma grata novidade. “A condição dele está surpreendendo muita gente que acompanha a carreira dele e até a nós que já estávamos no clube nas outras passagens dele. Muito se fala na questão da pré temporada, que ele nunca havia conseguido fazer uma pré temporada completa, mas eu enxergo também a questão da sequência. Ele sempre tinha seu ano competitivo interrompido por transferências, inclusive indo ou voltando do exterior, e ficando parado entre uma negociação e outra. Ele está aqui na Ponte desde o meio da Série B do ano passado e vem passando pelo trabalho de todos os departamentos do nosso futebol e crescendo ao longo do tempo”, explica o preparador físico Lucas Benchimol.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS