Ponte encerra primeira parte da pré-temporada com empate em jogo treino; equipe viaja para Águas de Lindóia nesta quinta

 

Crédito obrigatório para reprodução da imagem:

PontePress/RodrigoCeregatti

 

O elenco da Ponte Preta iniciou os trabalhos do ano de 2016 no dia 4 de janeiro. Após 10 dias muito voltados a exames médicos e trabalhos físicos, o time encerrou a primeira etapa de sua pré-temporada com um jogo treino diante do Velo Clube no Centro de Treinamentos do Jardim Eulina. Atuando com equipes distintas nas duas etapas da partida, o placar ficou no 0 a 0, mas o treinador Vinícius Eutrópio gostou do que viu.

“Os objetivos que tínhamos traçado estão sendo cumpridos. Eu pedi para que os três jogos treinos que iremos disputar fossem contra equipes que estão treinando e estão em vantagem física de dois ou até três meses de trabalho contra oito dias nossos nesse primeiro teste. Podemos utilizar as nossas peças com bastante movimentação, praticamente quatro jogadores de frente e tentando executar uma maior posse de bola. Para esses primeiros dias de trabalho o resultado foi muito positivo, principalmente na primeira equipe. Na segunda equipe aproveitamos para dar oportunidade para mais garotos”, diz Vinícius Eutrópio.

Como não poderia deixar de ser em um início de trabalho, alguns pontos foram identificados como passíveis de melhorias de acordo com o treinador. “Eu mudei o sistema de marcação implementando uma marcação mais alta e isso em 10 minutos de atividade já tínhamos executado seis situações de marcação pressão. Os detalhes de bola parada e algumas outras marcações ainda não tivemos oportunidade de trabalhar então não posso nem cobrar que eles executem porque não treinamos. No geral, existem observação para serem feitas, mas nenhuma negativa e sim para completar questões que ainda não trabalhamos.”

A Macaca começou a atividade com a seguinte escalação: João Carlos; Nino Paraíba, Fábio Ferreira, Ferron e Gilson; Renato Augusto, Elton, Felipe Azevedo, Clayson e Rayner; Alexandro. O comandante alvinegro explica o porque das opções ofensivas. “O Cristian, apesar de se movimentar, acaba sendo um homem de ligação com característica de armação. Com o Clayson nós praticamente ganhamos quatro atacantes e por isso dei liberdade de movimentação para a linha de três ali do meio com Clayson, Rayner e Felipe Azevedo para que nenhum fosse prejudicado pelo posicionamento e utilizar o que eles têm de melhor que é a velocidade e dinâmica de ataque”, conta Vinícius Eutrópio, que também comenta sobre a definição da camisa 1 pontepretana.

“Com relação ao gol vamos fazer um revezamento. Nesse primeiro jogo foi o João Carlos que começou e na segunda parte foi o Matheus, mas no próximo vamos inverter. Nos últimos dois testes ainda iremos pensar no que fazer para definir quem joga. Eu busco sempre dar autonomia e privilegiar a decisão do André Dias treinador de goleiro que é o especialista na questão.”

Agora, a Macaca inicia a segunda etapa de sua pré-temporada. Na tarde dessa quinta-feira (14) o time irá seguir para Águas de Lindóia onde irá ficar concentrado realizando treinamentos. O objetivo é utilizar este período para ajustar o time visando a estreia no Paulista no dia 30 e terminar de montar o grupo para a temporada. “Temos situações bem encaminhadas com o João Vitor com o Rafael Carioca. O Wellington zagueiro chegou um pouco depois por isso foi pouco utilizado. Com a integração dessas peças estaremos fechados. Com exceção ainda do goleiro que estamos atentos ao mercado e caso apareça algo que preencha todos os requisitos iremos atrás, caso o contrário entendemos que João Carlos e Matheus podem dar conta da posição”, finaliza Vinícius Eutrópio.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS