Ponte retorna para Campinas neste domingo e folga na segunda; Felipe Moreira elogia atuação no primeiro tempo diante do Avaí e lamenta expulsão

 

Crédito obrigatório para reprodução da imagem:

PontePress/FábioLeoni

 

Após encarar o Avaí em Florianópolis na noite desse sábado, a equipe da Ponte Preta vai embarque para São Paulo na manhã de domingo (29) e depois seguir de ônibus para Campinas. Na segunda-feira (30) o elenco irá receber folga, retornando aos trabalhos na tarde de terça-feira (01) no estádio Moisés Lucarelli.

Para o treinador pontepretano, a equipe jogou bem o primeiro tempo diante do Avaí, e foi prejudicada pela expulsão do volante Elton logo no início da segunda etapa. “No primeiro a Ponte foi superior, propondo o jogo em todo momento e criando chances de gol na frente do goleiro com posse de bola. No segundo tempo tivemos uma expulsão aos nove minutos e ficou difícil. Estamos em final de temporada, com um a menos e contra um adversário que precisava da vitória. Conseguimos arrumar em duas linhas de quatro ainda buscando chegar. Depois do gol deles não tiveram mais nenhuma chance e nós criamos algumas oportunidades. Precisamos valorizar o tanto que os nossos jogadores correram e lutaram nesse segundo tempo”, diz Felipe Moreira, que explica porque não substituiu Elton ainda no intervalo.

“Como você vai mudar um time que está jogando tão bem? Estávamos muito encaixados e não tem como imaginar que jogador vai levar outro cartão e ser expulso. Se eu mexo no time e dá errado ia ser questionado porque mudei um time que estava tão bem. Infelizmente o Elton foi expulso, mas ainda tentamos e nos esforçamos até o final.”

O comandante alvinegro enfatiza a importância de valorizar a grande campanha construída pela Ponte neste Brasileirão. “Não podemos jogar fora uma campanha dessa. Fizemos os 43 pontos contra o Palmeiras lá atrás com dez rodadas de antecedência. Nós tentamos, brigamos e se você pegar os últimos quatro jogos é injusto você falar que a Ponte foi mal contra o Inter, contra o Flamengo, agora principalmente no primeiro tempo com 11 contra 11 diante do Avaí. Não podemos falar que os caras não estão querendo. O time lutou, criou chances e também houveram muitos erros de arbitragem que nos prejudicaram. Temos que valorizar os jogadores que aqui estão e tudo o que eles conquistaram”, afirma Felipe Moreira, que revela o que planeja fazer para o próximo jogo diante do Sport, o último da competição, e para 2016.

“O planejamento do ano que vem está sendo feito já há algum tempo. Graças a Deus tivemos tempo e uma estabilidade para poder começar a trabalhar o ano que vem mais cedo. A diretoria e toda a comissão técnica estão trabalhando já visando a 2016. Agora vamos utilizar essa semana para nós preparar e pensar bem o que vamos fazer neste último jogo. Temos alguns jogadores que vem trabalhando bem, mas não tiveram muitas oportunidades e merecem uma chance de atuar e poder demonstrar o seu trabalho dentro de campo. Vamos estudar bem nessa semana e tomar a melhor decisão”, finaliza. 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS