Elenco faz último treino antes de partida pela Copa do Brasil e Diego Sacoman destaca: vitória contra o Náutico nos reabilitou, mas foi só primeiro passo

 

A Ponte Preta faz nesta manhã, no CT do Jardim Eulina, o último treino antes de enfrentar o Nacional-AM pela Copa do Brasil – em partida marcada para às 19h30 desta quarta. O zagueiro Diego Sacoman, autor de um dos três gols que garantiram a vitória da Macaca na reestréia pelo Campeonato Brasileiro no último sábado, fala sobre o momento atual vivido pela equipe, que com a vitória fora de casa no final de semana saiu da incômoda posição na lanterna do torneio.
 
“Estava tudo embolado e sabíamos que já seria possível sair da zona de rebaixamento nesta rodada. Tem muito pela frente ainda, foi só um passo nesta caminhada, mas o resultado nos trouxe a confiança de novo, nos reabilitou. Agora é dar continuidade”, reforça o jogador. Ele destaca que o foco no momento é vencer o time amazonense e descarta qualquer possibilidade de “corpo mole”, já que se passar desta fase a Macaca automaticamente perde vaga na Sul Americana.
 
“O nome da Ponte e o nosso nome está ali. Nos primeiros jogos da Copa do Brasil fomos para vencer e eliminar as partidas seguintes,  neste também vamos para vencer, independentemente de quem entrar em campo e do oponente ser grande ou menos conhecido. É um time que atropelou o Coritiba e merece cuidado, mas vamos fazer nosso trabalho que é jogar futebol e fazer o melhor dentro de campo. Se isso vai ou não eliminar vaga em outra competição é algo sobre o qual não temos controle.”
 
O defensor enfatiza que, após a partida de amanhã, o objetivo volta a ser uma nova vitória pelo Brasileirão. “Contra o Bahia teremos que fazer nosso dever de casa, é um campeonato longo e pontuar aqui no Majestoso é importante. Temos que manter esse espírito e contamos com a força da torcida nos apoiando”, diz.
 
Sacoman finaliza elogiando o trabalho do técnico Carpegiani que, acredita, começa a trazer resultados para a Ponte. “Mesmo esse hábito de parar o tempo todo, que o Carpegiani insiste bastante e ele mesmo fala que é chato, a gente precisa. Tem muito que melhorar ainda, mas estamos no rumo certo, faremos grandes jogos e vamos procurar cada vez mais no que o Carpegiani nos passa para que tenhamos o maior aproveitamento possível”, conclui.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS