Edson Bastos relembra que a decisão é de 180 minutos e agora Macaca tem que fazer lição de casa

 

O “primeiro tempo” da decisão do Título do Interior acabou empatado, então agora é ir para cima do adversário no próximo sábado para que o troféu possa vir para a Macaca no “tempo regulamentar” e não nos pênaltis. É o que pensam os jogadores pontepretanos, como explica o goleiro Edson Bastos.

 

“É uma decisão de 180 minutos. Como conseguimos um bom resultado fora, nos primeiros 90, agora cabe a nós sermos competentes para fazer a lição de casa”, afirma o arqueiro alvinegro.

 

Na opinião do camisa 1, o oponente de ontem tem que ser elogiado pela combatividade em campo. “A dificuldade maior que enfrentamos foi a equipe do Penapolense. Uma equipe que nos agrediu, jogou de igual para igual. Nós procuramos jogar, mas infelizmente não conseguimos um resultado mais positivo.”

 

Bastos enfatiza que, para o embate final entre as equipes (marcado para às 18h30 deste sábado no Majestoso), a expectativa é a melhor possível. “Vamos ter uma semana cheia, vamos poder recuperar, principalmente do desgaste da viagem, para essa partida de volta. Agora temos que manter o foco, trabalhar intensamente durante a semana para poder fazer um bom jogo”, finaliza.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS