Ponte treina na manhã desta quinta-feira; Edno quer equipe 100% focada na preparação e diz que não deseja apenas subir, mas ser campeão da Série B

 

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/DJotaCarvalho

A equipe da Ponte Preta segue com os treinamentos de preparação antes da estreia na Série B do campeonato Brasileiro, no próximo dia 18. Os comandados do técnico Vadão fazem o segundo treino com bola nesta semana e, para o meia-atacante Edno, a perspectiva é boa de o time fazer um bom nacional.

“No futebol tudo pode acontecer, depende de equipe, dos jogadores encaixarem. Se encaixar acontecem casos como o da Chapecoense e outros clubes que conseguiram o acesso com orçamento pequeno. Esperamos, sim, fazer um grande campeonato e finalizar com o objetivo, que é o acesso. Claro que almejamos, e nós também estamos colocando na cabeça dos mais novos, que nós queremos ser campeões. O objetivo não é só subir e participar, e sim conquistar o título. Quando conseguimos concretizar todas essas coisas junto, o trabalho de todos sai valorizado”, afirma Edno, que pelo jeito já se sente em casa, mesmo com pouco tempo de clube.

“Em todos os clubes que passei procurei sempre fazer amizade não só com os jogadores, mas com os funcionários, porque eles também dão o suporte. São eles que cuidam do estádio, da grama, todos têm uma participação. É sempre bom ter o contato com eles. Eles gostam e nós ajudamos de alguma forma. Isso faz parte e na minha vida sempre foi assim”, afirma.

E se fora do campo o entrosamento já é visível, dentro das quatro linhas o atleta sabe que ainda faltam alguns detalhes para ficar ainda melhor. “É importante para ganharmos ritmo de jogo e entrosamento. Corrigir os detalhes. Estamos numa competição muito difícil. O ano será corrido, apesar de ter a parada para a Copa”, diz.

E reforça: o grupo tem que estar ligado o tempo todo. “Temos que estar 100% focados nessa competição. Claro, não deixando de lado a Copa do Brasil. Mas sábado – quando a equipe fará um jogo-treino contra o Mogi-Mirim – é mais um teste para mostrarmos o entrosamento e deixar uma boa impressão, como foi contra o Corinthians”, afirma.

Apesar da experiência, Edno não esconde a vontade de entrar logo em campo para mostrar seu futebol para o torcedor pontepretano. “A ansiedade existe sim. Queria muito voltar a jogar no Brasil, e acompanhava tudo lá pela TV, internet e agora o jogo virou. Estou aqui, mas a hora que a bola rolar, a ansiedade passa e tem que ter tranquilidade para fazer um bom jogo. Quero que comece logo a competição e que façamos um grande campeonato”, completa.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS