Disputa acirrada no gol da Ponte! Com Matheus e João Carlos em condições iguais, preparador de goleiros André Dias avalia positivamente os goleiros da Macaca e define até o fim da pré-temporada o titular em 2016

 

Foto: PontePress/RodrigoCeregatti

 

O ano passado a posição de goleiro começou agitada na Ponte Preta, tanto que os quatro goleiros do elenco na época (Marcelo Lomba, Matheus, João Carlos e Reynaldo) foram utilizados no Campeonato Paulista. Após o estadual, Lomba se firmou com a camisa 1 e realizou um Brasileiro excelente. Com contrato com o Bahia até 2017, o goleiro voltou ao clube que detinha seu passe e a briga pela vaga de titular nesta temporada tem se mostrado bastante acirrada, segundo avaliação do preparador de goleiros da Macaca André Dias, que mostra confiança nos seus atletas.

 

“Não é segredo para ninguém que nós tentamos ficar com o Marcelo Lomba até o último momento. Não foi viável e vamos seguir com o Matheus e o João Carlos. São dois goleiros que inclusive já jogaram o Paulista do ano passado e estão há um ano jogando conosco. Esperamos efetivar o Ivan como terceiro goleiro e não deve ter mais surpresas, pelo menos nessa primeira fase do estadual”, afirma o treinador, que ainda não definiu quem vai ser o titular da posição.

 

“Os dois estão muito iguais. No ano passado o João terminou com uma certa vantagem, inclusive fez o último jogo do Brasileiro contra o Sport. Até por ser mais velho, nós tínhamos uma certa tendência em colocar o João. Mas neste ano está tudo muito igual. Está muito difícil definir em treinamento quem hoje está melhor que o outro, porque o que um tem de qualidade o outro não tem e vice-versa. Esperamos que nos amistosos que faltem, nós não erremos na escalação e definimos assim que vai ser o titular da Ponte Preta”, diz André, que ressalta as qualidades de cada um dos goleiros.

 

“São dois goleiros um pouco diferentes um do outro. Eu vejo o Matheus mais forte e mais rápido e vejo o João um pouco mais técnico. Cada um tem o seu jeito de ser. Eu particularmente não espero que eles queiram ser líderes do grupo. O que esperamos é que eles entrem em campo e possam jogar no nível que o Lomba jogou. A ideia é que nos amistosos cada um atue em uma partida. E após isso é que definiremos quem será o titular”, explica.

 

Sobre uma possível desconfiança que a torcida da Ponte possa ter, em relação a titularidade de Matheus ou João Carlos, André Dias se mostra tranquilo e dá o exemplo do próprio Lomba, que chegou ao clube sem 100% de aprovação.

 

“Ano passado, nos Estados Unidos, o Lomba tomou um gol e já começaram com desconfianças. Depois ele evoluiu ao longo do Brasileiro. Eu não estou preocupado com isso, porque tanto o João, quanto o Matheus, já atuaram em 2015 pela Ponte. O Matheus teve um ótimo início e vejo hoje os dois em condições até melhores que no ano passado. A tendência é que eles apresentem um futebol ainda melhor”, completa.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS