Presidente Vanderlei confirma permanência de Pottker na Ponte e fala de reforços e expectativas da Macaca

Acompanhado pela diretoria alvinegra, o presidente Vanderlei Pereira recebeu os atletas da Ponte Preta no Majestoso nesta tarde, quando se iniciou a pré-temporada alvinegra de 2017. O dirigente dirigiu palavras de incentivo e boas vindas aos jogadores, e na sequência atendeu a imprensa em coletiva. A seguir, os principais trechos do que foi dito por Vanderlei à mídia:

Pottker

“Ele não vai para nenhum outro clube brasileiro. Terminará o Campeonato Paulista aqui. Depois vamos ver o que vai surgir para o Pottker, mas o que surgiu até agora não interessa para a Ponte. Conversamos com ele, o Pottker é um garoto muito equilibrado, entendeu a situação. Hoje Pottker só sai se pagarem a multa, de 4 milhões de euros”

Luís Fabiano

“Sobre o Luis Fabiano não dá para falar nada agora. Lógico que queremos ele aqui, mas nesse momento ele está decidindo a vida dele na China. Enquanto não resolver isso, não pode falar nada sobre outro clube.” 

Objetivos de 2017

“A Ponte entra em todos os campeonatos para disputar e almejar o título, não que a gente vai garantir e dizer que vai ser campeão, mas almejar. Almejar vamos almejar sempre, no Paulista, no Brasileiro, na Copa do Brasil, na Sulamericana. A prioridade da Ponte Preta é a mesma em todos, vamos disputar todos com a mesma determinação, não vai faltar luta”

Novos reforços no Paulista; Lucca e Sidcley podem vir?

“Acho que ainda precisamos de três a quatro outros jogadores para compor este elenco. Um lateral, que pode ser o Sidcley, mas ainda não está definido. Um atacante, tomara que seja o Luís Fabiano… e um zagueiro.”

Vai subir alguém da Base?

“O pessoal está empenhado, acompanhamos os jogos e tem muito garoto talentoso. Terminando a Copa São Paulo o Felipe vai olhar com carinho e aquele que tiver condição vai subir. A Base deve ser prioridade”

Novo Neymar

“Quando falei na imprensa sobre este menino que a Ponte está contratando quis dizer que ele tem as características do Neymar, não que era o novo Neymar. Ele parte pra cima, corta pra dentro, pra fora, faz a pedalada, bate pra gol fácil”

Mercado da bola restrito
 
“A primeira coisa é que o mercado não tem matéria prima. Posso citar de goleiro as beiradas do campo. Me citem um jogador disponível no mercado que custe menos de 150 mil reais. Vamos falar de lateral esquerdo. Nós namoramos o Danilo, do América, durante seis meses e ele foi pro Atlético Mineiro. Namoramos o Marquinhos Pedroso, que foi pra Turquia. O próprio Gilson, que já esteve na Ponte, foi pro Botafogo. O Moises foi pro Corinthians. O Léo Pelé foi para o Fluminense.  Estivemos atrás do Carlinhos do Coritiba, que ganhar 120 mil reais. Então é um mercado difícil, não tem jogador e quando tem os valores não cabem no bolso da Ponte.” 

Valorização dos atletas

“A Ponte Preta passou a ser uma referência, tudo que a Ponte se interessa parece que vale mais, o mercado diz ‘ a Ponte olhou é porque vai dar certo’. O que tem de jogador que  não estava sendo aproveitado no time de origem e deu certo na Ponte é brincadeira. Isso aconteceu em 2016, aconteceu em 2015. Com isso, hoje a Ponte foca fulano e já falam: ‘ vamos pegar fulano porque se a Ponte quer pegar ele é bom” e assim o mercado fica mais caro pra Ponte.”

Teto e folha de pagamento

“Teto da Ponte em salário é de R$ 100 mil, pretendemos ter uma folha de R$ 1,8 milhão. Geralmente no Paulista é um pouco menos, R$ 1,5 mi, no Brasileiro um pouco mais. No mercado brasileiro existe o Profut, a Ponteaderiu em julho de 2015, estácumprindo rigorosamente em dia. Terminamos 2016 com todos os pagamentos feitos, de fornecedor, de salário de imposto. E agora vai ter a Apfut, que é a agência reguladora e vai fiscalizar o clube. Quando eles perceberem que o clube está em decadência financeira, ela vai intervir. Creio que veremos a consequência entre 2017 e 2018”

Saídas de atletas

“Nós não perdemos o Antonio Carlos: a gente só perde uma coisa quando tem. O Antonio Carlos era emprestado para a Ponte. Nós tínhamos o interesse de manter o atleta, só que ele recebe dois milhões e meio de reais do Palmeiras e mais 180 mil de salário. O Rhayner também não era da Ponte, é do Tombense, foi pro Japão por dois milhões e meio de euros, salários de mais de 200 mil reais. Tivemos também o Felipe Azevedo, ele já tinha assinado o contrato em setembro de 2016, foi pra Tailandia, e também não era da Ponte, pagamos luvas em 2015 e 2016. É o caso do Reinaldo também, a Ponte portanto não perdeu, nós aproveitamos estes jogadores, tanto que fizemos uma bela campanha” 

Cobrança da torcida

“A torcida está certa, tem que cobrar mesmo, de forma democrática, sem quebrar nada. Pode cobrar à  vontade, mas desta forma democrática.” 

Aporte financeiro e pagamento de atletas

“É real, esse aporte veio de adiantamento da Globo via BMG, que a Globo tem que anuir essa vinda do dinheiro. Por que? Porque eM dezembro você tem tudo em dobro, décimo terceiro, as férias mais 1/3, salário de novembro que vence em dezembro, dois fundos de garantia, dois INSS, dois imposto de renda na fonte, tudo em dobro. Só que estamos entrando em janeiro sem ter que pagar salário de jogador, já que todos cumpriram férias e férias se paga adiantado. Então está tudo pago, nenhuma pendência com nenhum jogador, inclusive o bicho do último jogo, contra o Coritiba, também foi pago” 

Patrocínio da Caixa

“Estive em Brasília há uns 20 dias atrás com a diretoria da Caixa, está bem adiantado. Recebemos visita na semana passada de gerentes regionais, respondemos diversas perguntas, acredito que semana que vem tenha algo. Caso aconteça, já entramos em contato com a Brasil Kirim e vai haver um remanejamento”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS