Seis anos depois de homenagem à história do clube mais antigo do Brasil, autores de “Ponte Preta: a torcida que tem um time” voltam com “Mestre Dicá”, uma biografia do principal craque da Macaca

Foto: reprodução

Após seis anos do primeiro trabalho sobre a Ponte Preta, os jornalistas André Pécora e Stephan Campineiro – autores do livro "Ponte Preta: a torcida que tem um time", que retratou os primeiros 110 anos de história do clube – retornam com mais um presente para a Nação Alvinegra. Desta vez o homenageado é o principal jogador da história do clube, Oscar Sales Bueno Filho, o Dicá. A biografia, intitulada de “Mestre Dicá”, tem previsão de lançamento ainda para este primeiro semestre e com um ingrediente importante: em 2016 completam-se 50 anos da estreia de Dicá no profissional da equipe, que aconteceu no dia 27/8/1966, fora de casa, no empate em 2 a 2 contra o Nacional-SP, no estádio Nicolau Alayon.

 

 A biografia começou a ser desenvolvida em 2011 e, segundo os autores, buscou resgatar toda a trajetória do ex-jogador, desde a infância no bairro do Santa Odila, em Campinas, até a carreira profissional, passando por sua vida pessoal e atividades desenvolvidas fora de campo. André e Stephan explicam que, dentro desse trabalho de pesquisa, entrevistaram mais de 80 personagens, incluindo familiares, amigos de infância, ex-treinadores e ex-atletas, dirigentes e jornalistas; vasculharam os arquivos da EPTV Campinas, Rede Anhanguera de Comunicação (RAC), da Revista Placar e até mesmo do jornal O Imparcial, de Araçatuba, cidade do último clube defendido por Dicá, em 1985.

"Desde o início, buscamos desenvolver um produto que garantisse projeção nacional ao Dicá, exatamente como ele alcançou com o grande time da Ponte Preta do final da década de 70 e início dos anos 80. Por isso, ouvimos grandes personagens do futebol brasileiro, como Zico, Gerson, Carlos Alberto Torres, Pepe e Emerson Leão, além de grande parte de seus companheiros na própria Ponte Preta", afirma André Pécora.

 

Stephan reforça, destacando que o torcedor pode se surpreender com o futuro lançamento. "Fizemos uma pesquisa minuciosa ao longo do trabalho e conseguimos resgatar muitas imagens esquecidas da carreira de Dicá. Além disso, o torcedor poderá conferir a relação completa de jogos e gols do Dicá ao longo de sua carreira, bem como conhecer o lado torcedor do ídolo", ressalta.

 

A Ponte Preta também fez questão de colaborar com os autores, dando todo acesso a documentos e locais que a dupla entendesse necessários – inclusive com filmagens e ações no Majestoso, até mesmo em dias de jogo – e já assumiu o compromisso de atender a um pedido de lançamento de livro no estádio. “Dicá é sem dúvida o maior ídolo da Ponte e tanto Stephan Campineiro quanto André Pécora já mostraram a seriedade com que tratam o assunto na obra anterior, assim não poderíamos nos furtar a ajudar nesta justa homenagem”, diz o vice-presidente alvinegro Giovanni Dimarzio.

 

Já o grande meste homenageado diz que não podia deixar de se sentir lisonjeado tendo sua vida registrada em uma forma tão importante. "É uma satisfação muito grande poder contar minha história não apenas para quem me acompanhou em campo, como também para os torcedores mais jovens. É um produto que conta minha história, mas também valoriza a história dos meus companheiros e dos grandes craques que atuaram no futebol brasileiro nas décadas de 60, 70 e 80", diz Dicá.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS