Desvio de dinheiro: Marco Eberlin é eliminado dos quadros da Ponte Preta

O Conselho Deliberativo da Ponte Preta concluiu na noite desta terça (10) o processo contra o até então conselheiro Marco Antonio Eberlin, acusado de desviar recursos dos cofres do clube. Eberlin foi eliminado dos quadros sociais e de conselho, ação extensiva às honrarias recebidas por ele, como a de benemérito.

“As provas foram muito bem fundamentadas, com contexto probatório muito forte, gravações e filmagens, Eberlin teve ampla oportunidade de defesa. Foi chamado quatro vezes e sempre mandou justificativas para não vir, hoje o advogado dele trouxe um documento, mas não quis falar”, diz o presidente do Conselho, Mauro Alcides Zuppi.

A investigação confirmou que R$ 200 mil recebidos do empréstimo do jogador Mineiro ao São Caetano foram recebidos pelo então diretor, mas não contabilizados para o clube. “Ouvimos testemunhas inequívocas e temos documentos. Não cabe recurso, a ata será lavrada no processo. O advogado dele trouxe uma liminar de 2009, vivificada pelo juiz, que o mantém como nato, mas isso será questionado com a conclusão do nosso processo”, diz.

Com a conclusão do processo, a Ponte Preta também deverá mover ações contra Eberlin, uma na esfera cível para ação de cobrança, restituindo aos cofres alvinegros o valor de R$ 200 mil,  e outra na criminal, por estelionato.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS