Dado Cavalcanti já planeja ações durante a parada: meta é trabalhar muito para corrigir defeitos e voltar com time melhor para o Brasileiro

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/DJotaCarvalho

 

A Ponte Preta encerrou sua participação na primeira parte do Campeonato Brasileiro com derrota por 2 a 1 para o Santa Cruz em Recife. Com o resultado, a Macaca se manteve na quinta posição na tabela, a um ponto atrás do G4, mas aguarda a conclusão da rodada na sexta-feira. Com um longo período sem jogos devido à realização da Copa do Mundo, o técnico Dado Cavancanti acredita que a parada será positiva para a Macaca e fala qual será a programação do time.

 

“Vamos ter uns dias de descanso, voltando a treinar no dia 16, trinta dias antes de o Campeonato Brasileiro se reiniciar, e vamos trabalhar muito para corrigir os defeitos. Estamos buscando alternativas para reforçar o elenco e a diretoria já está trabalhando em cima disso. Espero contar com esses atletas já na apresentação para iniciar o processo de entrosamento e de passar os processos que aqui existem aos novos jogadores. O trabalho está sendo positivo e com um pouco mais de força vamos chegar nessa segunda parte melhores”, garante.

 

Apesar do placar adverso de ontem, o treinador considera que a equipe alvinegra dominou as ações durante o jogo. “Nós entramos em campo determinados pela vitória, começamos dominando, mas na primeira oportunidade que eles tiveram já marcaram. Tivemos a posse da bola, jogamos a maior parte do tempo no campo do adversário e criamos algumas oportunidades. O Santa Cruz jogava principalmente em situações de contra ataque, fez uma marcação muito boa e jogou em velocidade”, diz.

 

No segundo tempo, avalia, a Macaca continuou mostrando disposição. “Perdemos um homem e mesmo assim não abrimos mão de jogar e buscar o empate, no entanto conseguimos o gol só no finalzinho e não deu mais tempo de empatar. Não foi o resultado que queríamos, nós buscávamos a vitória para terminar essa primeira parte da competição dentro do G4”, lamenta.

 

Contudo, o comandante da Macaca aponta quais foram os erros pontepretanos que na opinião dele determinaram o resultado negativo. “Sofremos gols de maneira que não se admite. Na parte ofensiva, precisamos finalizar oito, nove vezes para marcar um gol e o adversário marcou na primeira oportunidade que teve. Faltou uma determinação maior para nosso time chegar e definir os gols e para nossa defesa não tomar os gols que tomou. Estávamos bem no jogo, mas o gol logo no início nos desestabilizou”, afirma Dado.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS