Ponte folga neste domingo e Dado Cavalcanti avalia início de trabalho da equipe

 

Crédito obrigatório para reprodução da imagem: PontePress/Guilherme Dorigatti

 

A equipe da Ponte Preta retornou aos trabalhos na última segunda-feira após 12 dias de férias e vai ter neste domingo (22) o primeiro dia de folga desta inter temporada. Após uma semana com muitos trabalhos físicos, a ideia da comissão técnica é melhorar o nível de competitividade do time.

“A palavra de ordem é evolução, eu conversei com os jogadores e com a direção que não podemos voltar contra a Portuguesa no mesmo nível em que paramos contra o Santa Cruz. Esse período de treinamentos vai servir para dar esse passo a frente”, diz o treinador Dado Cavalcanti, que ainda fala sobre o cronograma de treinamentos.

“Nós já fizemos uma bateria de testes físicos para identificar em que nível os atletas estão e os que apresentaram alguma deficiência especifica vão ser trabalhados em paralelo com os trabalhos técnicos. Já iniciamos essa parte técnica, não tem porque perder muito tempo com o físico sem o implemento, sem a bola.  Vamos entrar essa semana com trabalhos táticos e já temos dois jogos treino programados.”

O comandante alvinegro conta que, apesar dos jogadores terem tido um período de recesso, ele continuou trabalhando em conjunto com a diretoria pontepretana. “Passei esses 12 dias de férias fazendo e recebendo ligações diariamente com a direção e o grupo que trabalha nos bastidores. Os jogadores param de treinar, mas a estrutura tem que seguir e fica até mais aquecida, porque os jogadores estão fora e os bastidores se agitam. Temos trabalhado com alguns nomes, mas a cima de tudo, não queremos trabalhar com contratações e sim com reforços. Para trazer um jogador que está em um nível a cima dos que temos não é tão simples. Não basta suprir ausências, precisamos subir nosso nível”, afirma Dado.

Apesar da busca por novos jogadores, a lista de titulares da Macaca não deve sofrer muitas alterações. “Nós temos uma base e eu não vou jogar essa base feita para cima e começar do zero. Essa base será mantida, mas é óbvio que se abre espaço para todos os outros jogadores. Começamos do estágio em que paramos, mas o futebol é momento e vai ser o trabalho dentro de campo que vai fazer escolhas por determinados atletas”, finaliza Dado Cavalcanti.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS