Último jogo:
América-MG 2X0 Ponte Preta

Local: Independência

Campeonato Brasileiro | 9ª Rodada | 09/06/2024 - 18:30

Próximo jogo:
Ponte Preta X Novorizontino

Local: Moisés Lucarelli

Campeonato Brasileiro | 10ª Rodada | 15/06/2024 - 17:00

Craques da bola que passaram pela Ponte Preta

Oscar Sales
Bueno Filho

Exímio cobrador de faltas, colocava argolas de borracha penduradas no ângulo para servir de referência. É considerado o melhor jogador da história da Ponte Preta, sendo o que mais vezes vestiu a camisa da Macaca e o maior artilheiro de sua história, com 154 gols em 571 jogos.

Édson
Boaro

03/07/1959
Lateral-direito de apurada qualidade, passou por todas equipes de base da Ponte. Entre 1978 e 1983, foram 226 jogos oficiais e presença nas finais do Paulista de 1979 e 1981. Com a Seleção Brasileira, jogou um Pan-Americano (1979) e a Copa de 1986.

Abner Vinícius da Silva Santos

27/05/2000
Chegou às divisões de base da Ponte, em 2017, para jogar no Sub-17. Após boas apresentações na Copa São Paulo Sub-20, foi promovido ao elenco principal em 2019. Estreou no Dérbi Campineiro, com vitória por 3 a 0 sobre o rival.

Luís Fabiano Clemente

08/11/1980
Revelado na base da Ponte, estreou no profissional aos 18 anos, em 30/11/98, contra o Santos. Em 2000, foi negociado com o Rennes, da França. Defendeu o Brasil na Copa de 2010. É um dos maiores artilheiros do futebol nacional.

José Luiz (Nenê) Santana

17/07/1957
Chegou na Ponte em 1973, quando iniciou na base. Jogou em todas categorias até se tornar profissional e marcar presença nas finais do Paulista de 1979 e 1981. Foram 250 jogos pela Macaca. Passou pela Seleção Brasileira no início dos anos 1980.

Douglas (DG) Mendes Moreira

13/06/2004
Zagueiro teve ascensão meteórica em sua carreira. Saiu da base da Macaca e já ganhou o mundo logo em seu primeiro ano de profissional. Negociado com o Red Bull Bragantino, foi convocado para a Seleção Brasileira Sub-20.

André Alves da Cruz

20/09/1968
Fez toda base no Majestoso e se tornou profissional em 1987. Da Ponte, passou pelo Flamengo, Milan, Sporting e outros. Com a Seleção, foi campeão pan-americano (1987) e da Copa América (1989) emedalha de prata em Seoul (1988).

Fábio
Luciano

29/04/1975
Cria da base alvinegra, estreou profissionalmente em 1996 e ficou até o final de 1999. Zagueiro vigoroso, embora não fosse violento, logo demonstrou ser um grande desarmador de jogadas. Se destacou em diversos clubes mundo afora.

Odirley
Magno

28/04/1958
Maior lateral-esquerdo da história da Ponte e, certamente, um dos melhores da posição no futebol brasileiro. Recusou convocação para Copa de 1978. Esteve nas finais do Paulista de 1977, 1979 e 1981.

Emerson (Royal) Leite Souza Jr

14/01/1999
Chegou ao Majestoso com 16 anos para atuar nos times de base e dois anos depois já estava entre os profissionais. Logo se destacou e recebeu inúmeras convocações para a Seleção Brasileira.

Carlos Luciano da Silva (Mineiro)

02/08/1975
É conhecido por ser um dos maiores volantes da história da Macaca. Foram 99 jogos, com sete gols marcados, três Bolas de Prata (uma jogando pela Ponte-2000), e diversas convocações para a Seleção Brasileira.

Francisco Jesuíno Avanzi (Chicão)

30/01/1949
Mais uma joia revelada na base da Ponte Preta. Volante raíz, que tinha uma forte pegada, foi convocado para a Copa do Mundo de 1978, na Argentina, em que o Brasil ficou com a 3ª colocação.

José Fernando Polozzi

01/10/1955
Zagueiro técnico, está na galeria dos maiores da história das Ponte. Foi vice-campeão da Copinha 1974 e jogou a final Paulista de 1977. Também marcou presença na Copa do Mundo da Argentina (1982) quando o Brasil terminou em 3º lugar.

Roberto Rosa Pinto

24/09/1937
Sobrinho do lendário craque Jair da Rosa Pinto, era o mais experiente do time campeão da Divisão de Acesso de 1969. Jogou na Ponte Preta até 1971 e entrou para a história como um dos grandes líderes dentro de campo.

Roger Rodrigues Silva

07/01/1985
Formado nas categorias de base da Ponte, foi revelado em 2003 e permaneceu até 2005. Depois disso, ainda teve outras passagens vitoriosas pelo clube do Majestoso. Ao todo, foram 55 gols em 162 partidas oficiais.

Samuel
Arruda

31/03/1949
Nascido em Mogi Guaçu, foi revelado pela Ponte Preta em meados dos anos 60. Sagueiro sério e víril, fez parte do time campeão paulista da Divisão de Acesso em 1969. Depois, seguiu carreira no São Paulo.

Felipe Amaral Casarin

08/07/2003
Chegou ao Majestoso aos 10 anos depois de passar pela escolinha de futebol da Ponte Preta. Subiu para o profissional em 2022, quando chegou a ser convocado para a Seleção Brasileira Sub-20. Foram 84 partidas pelo clube.

Heitor Camarin Júnior

14/02/1964
Lateral-direito revelado pela Ponte, foi campeão mundial Sub-20 com a Seleção Brasileira. Dono de chute forte, logo se transferiu para o Flamengo e, posteriormente, fez carreira em Portugal

Cláudio Alexandre

08/03/1976
Meia da rara habilidade e facilidade para marcar gols, é mais talento revelado pela Macaca. Jogando pelo Brasil, foi campeão Sul-Americano e Mundial em 1995. Em 1997, marcou o gol que garantiu acesso ao Brasileirão.

Teodoro Matos Santana

22/10/1946
Eficiente na marcação e também na saída de bola, era um volante que pouco se contundia. Pela Ponte, jogou as temporadas de 1969/1970 e fez parte do Expresso da Vitória. Depois, seguiu para o São Paulo.

Washington
Stecanela

01/04/1975
Em duas passagens, fez história e entrou para a galeria dos maiores talentos do clube. Em 2001, foi artilheiro do Paulistão (14 gols) e Copa do Brasil (12). Pela Seleção, participou das Eliminatórias da Copa 2002 e jogou a Copa Confederações 2001.