Convicto de que o time já tem um norte, Hélio quer criar mais situações ofensivas

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

Se por um lado o empate contra a Chapecoense em casa, na noite de terça-feira, não agradou o técnico Hélio dos Anjos, por outro trouxe ao treinador a consolidação de um conceito importante. “Não estou satisfeito ou feliz com o resultado, mas convicto de que há um norte e estamos seguindo esse norte. Nossos jogadores de marcação estão bem, esse  setor encaixado. Mas precisamos criar mais situações ofensivas para vencer”, diz.

O treinador complementa: “No grupo o comprometimento é muito grade, a Ponte está acima de todos nós. Mas precisamos transferir atuação pra resultado, isso é fundamental. Ficar quatro jogos sem vencer em campeonato de regularidade é uma situação difícil, nos coloca numa realidade, hoje, da parte debaixo da tabela. Mas temos que trabalhar, não vim aqui para lutar por baixo e sim para disputar a competição.”

Na avaliação do comandante pontepretano, o primeiro tempo contra a Chape ficou aquém do esperado. “Tivemos proposta, jogamos no campo adversário, mas não tivemos lucidez técnica, não criamos chances de gol. O jogo não fluiu pelo lado direito em função da característica do Pedro Jr., o coloquei para ter um atacante ofensivo, mas ele jogou muito no lado, com isso perdermos o Norberto.  Depois organizamos isso fazendo rápida de três e colocando os laterais mais à frente. E preciso destacar que neste sistema o Amaral, com apenas 18 anos e um jogador excepcional, acabou organizando jogo mais do que os meias”, elogia.

Já o segundo tempo agradou mais, na opinião de Hélio. “Inverti  o lado com Fessin e melhoramos. Luiz Fernando entrou muito bem, buscando o espaço dele. Tivemos uma chance boa no minuto inicial, na jogada com Fessin e Norberto, e o Pedro Jr teve chance real. O Dodô mostrou personalidade boa também. É preciso admitir que o time deles sabe jogar fora de casa, tanto que não tomou nenhum gol como visitante ainda, mas se não tivéssemos feito um primeiro tempo foi ruim poderíamos ter saído na frente e isso ocasionaria uma situação diferente”, acredita.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS