Por meio de liminar concedida pela Justiça, Ponte rescinde contrato com Meltex, é autorizada a deixar de ostentar a marca Pulse e poderá ir ao mercado à procura de novo fornecedor esportivo

O juiz Herivelto Araújo Godoy, da 8ª Vara Cível de Campinas, definiu nesta tarde, por meio de liminar, que o contrato entre Ponte Preta e a fornecedora de materiais esportivos Meltex está rescindido e que a Ponte pode deixar de ostentar a marca Pulse nos uniformes. A decisão entrará em vigor assim que a Meltex for notificada e, com isso, a Macaca também está liberada para ir buscar um novo parceiro do ramo no mercado. A liminar foi dada em resposta a ação movida pela Ponte Preta com o objetivo de obter a rescisão em virtude de descumprimento de obrigações estabelecidas em contrato por parte da Meltex/Pulse. No entender do juiz, a instituição alvinegra apresentou provas de que efetivamente a outra parte não cumpriu com obrigações estabelecidas contratualmente.

 “A liminar estabelece que o contrato entre as partes está rescindido até que ocorra o julgamento final da causa, o que não tem data certa para acontecer. Assim que a Meltex/Pulse for oficialmente notificada, a Ponte também poderá optar por cobrir a marca nos uniformes que temos ou produzir um uniforme emergencial sem marca alguma, já que a partir de agora estaremos sem nenhum contrato com fornecedor esportivo”, explica Giuliano Guerreiro, diretor jurídico alvinegro.

Ele faz ainda uma última consideração: “É importante salientar que nosso parceiro era a Meltex /Pulse até o momento e que a Ponte Preta cumpriu integralmente sua parte no que foi acordado e que, a partir do momento em que a liminar passar a valer, a Ponte estará automaticamente livre para ir buscar parceiros no mercado.”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS