Na partida em que Josimar completa 100 jogos com a camisa da Ponte Preta, Macaca quer manter invencibilidade e conquistar três pontos contra o Santos

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/VictorHafner

Melhor ataque do Brasileirão, invicta, com chances de assumir a ponta da tabela… e com muita humildade e pé no chão. É com esta postura que a Ponte Preta entra em campo às 18h30 deste sábado, na Vila Belmiro, para enfrentar o Santos em busca de mais uma vitória. O técnico Guto Ferreira tem todo o elenco à disposição e, como é de praxe, não revela quem são os titulares nem quem compõe o banco. Contudo, um atleta deve estar no gramado logo mais de maneira especial: o volante Josimar, em sua segunda passagem pela Macaca, irá completar uma centena de partidas com a camisa alvinegra.

“Para mim é um motivo de grande orgulho e alegria, pois a Ponte foi o time que abriu as portas para mim, um time que aprendi a amar e torcer. É especial, sim, mas quero comemorar depois: quando estiver dentro de campo temos que ter foco total e seriedade para sairmos com mais uma vitória”, pontua o, hoje, camisa 100 alvinegro, que vem apresentando um futebol crescente a cada partida da competição.

O atacante Felipe Azevedo, que na goleada contra o Vasco arrancou elogios do treinador pelo lado direito do campo, também prega empenho na noite de hoje. Para o jogador, que veio do Sport para reforçar o elenco alvinegro no Brasileiro, o time precisa manter a pegada que, na opinião dele, está dentro do esperado.

“Vejo com bons olhos o início da Ponte no Brasileiro, acompanhei o Paulista antes de vir para cá e já via um time com grande desempenho,  que só não passou para próxima etapa por causa da arbitragem. Sabia que vinha para cá para um bom time e estou certo que faremos um campeonato seguro, sem dor de cabeça, e até buscar coisas maiores no decorrer da competição, acredito que teremos um final de ano feliz”, pontua.

Na partida de hoje contra o Santos, time pelo qual Felipe já atuou, o jogador promete mais uma vez alternar bons ataques – como o que só não rendeu o gol no Rio de Janeiro porque ele foi derrubado em cima da hora pelo goleiro, que acabou expulso – e marcação forte. “É um adversário duro, mas temos que fazer nossa parte. E estou tranquilo em busca dos meus gols, que tenho certeza que vão sair na hora certa. O importante, porém, é vencer, as vitórias nos deixam ainda mais tranquilos no campeonato.”

O confronto entre Ponte Preta e Santos tem transmissão prevista na TV apenas em pay-per-view. O pontepretano que não for à Vila Belmiro tem como opções ainda as rádios esportivas de Campinas (FM 99,1; Mas 870 e 1170), bem como as webrádios PonteNews e Macacada Reunida e ainda o relato dos principais lances no Facebook oficial da Ponte Preta.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS