Com novas caras e muita entrega em campo, Ponte empata com o Grêmio e conquista 1ºponto na série B

Foto: PontePress/ÁlvaroJr

Jogando com o clássico uniforme branco com faixa preta, com diversas novas caras em campo – já a partir do gol, defendido por Caíque França – e uma postura diferenciada, com muita raça e marcação, a Ponte Preta empatou com o Grêmio-RS na estreia da série B do Brasileiro. A equipe do técnico Hélio dos Anjos saiu aplaudida pelos mais de cinco mil torcedores que estavam no estádio.

O primeiro tempo teve a Macaca marcando bem o adversário e pênalti no qual  Caíque esperou até o último segundo para definir canto, o que fez o cobrador tentar colocar mais pra o lado e perder a cobrança – o goleiro alvinegro caiu certo e provavelmente teria pego a bola se ela não saísse.

No segundo tempo, a Ponte teve mais volume que o Grêmio e chegou a criar chances de balançar as redes, mas o jogo terminou empatado em 0 a 0. “Foi um jogo equilibrado, nos entregamos muito e espero que na próxima partida mantenhamos esta pegada e conquistemos uma vitória”, diz Caíque França, que defendeu o gol alvinegro com a camisa 21. A Ponte Preta volta a campo no sábado (16), às 11 da manhã, contra o Operário – em partida na casa do adversário.

O jogo

Logo no primeiro minuto a Ponte foi para cima com Fessin, que passou por dois em velocidade, mas a bola saiu pela linha de fundo. Aos três, boa triangulação entre Matheus Anjos e Danilo Gomes, assustando a defesa adversária. Aos cinco, falta a favor da Macaca: Fessin mandou na área, mas Brenno se esticou e tirou a bola de soco.

Aos nove, Danilo Gomes roubou bola de Bitello e, de longe, tentou encobrir o goleiro adversário. A bola assustou o Grêmio, mas saiu em linha de fundo.   Aos 14, novo lance do camisa 9, que levou falta não marcada pelo árbitro. O técnico Hélio dos Anjos reclamoue foi advertido pelo juiz.

Aos 20, Campaz entrou na área e o juiz marcou pênalti de Thiago Oliveira. Lucas Silva cobrou, com Caíque França esperando e caindo para o lado certo, mas a bola acabou indo para fora. Aos 27, Bitello escorregou no lance e acabou atingindo o goleiro Caíque França, que ficou sentindo a perna.

Na sequência, Fessin recebeu falta e o juiz não marcou. No lance seguinte, falta em cima de Wesley, esta marcada pelo juiz.  A Ponte encontrava um pouco mais de dificuldade de chegar ao gol oponente, mas marcava bem o adversário. Aos 33, Matheus Anjos fez boa jogada e acabou derrubado em falta.

Fessin cobrou e Geromel cortou. Amaral ficou com a sobra, mas o juiz marcou falta de ataque. Aos 38, Amaral fez belo passe para Artir, que fintou bem e mandou para o gol, mas a zaga cortou. A Macaca ficou com a sobra e ganhou escanteio. Matheus Anjos cobrou e ela sobrou do outro lado com Danilo Gomes, que ganhou lateral.

Aos 42, Wesley fez bom giro e enganou Villasanti. A bola ficou com Danilo Gomes, que puxou para a canhota e mandou para o gol, mas o chute saiu muito forte e saiu em linha de fundo. Aos 46, ataque perigoso do Grêmio, com Elias chutando perigosamente para Caíque França fazer uma ótima defesa. Aos 49, o juiz apitou o final do primeiro tempo, sem que ninguém mexesse no placar.

No segundo tempo, a Ponte começou atacando, com oGrêmio mais concentrado atrás. Aos dois, Wesley passou para Bernardo e a zaga cortou, Danilo Gomes ficou com a sobra. O camisa i chutou forte e a bola explodiu na defesa. A Ponte rocava passes e buscava espaços. Aos sete, Matheus Anjos ganhou dividida e arriscou, mas não conseguiu balançar as redes.

Aos 13, bom lance de Fessin, que mandou a bola para Matheus Anjos, mas o camisa 55 caiu antes de concluir. Na sequência, Caíque França fez ótima defesa, espalmando chute de Campaz. Grêmio ficou com a bola, mas chutou para fora. Aos 19, Danilo Gomes recebeu pela direita e cruzou na área, mas a bola saiu em linha de fundo.

Aos 33, falta para a Ponte perto da área, mas na cobrança a zaga cortou. Na sequência, Matheus Anjos chutou para o gol de fora da área, assustando Brenno, mas a bola subiu demais. Na sequência, fata para a Macaca, que Anjos cobrou, mas a defesa adversária bloqueou.

A Ponte pressionava e no minuto seguinte Matheus Anjos mandou novamente na área, para corte da defesa. Aos 38, Diego Barbosa parou Igor Formiga com falta, perto da área. Echaporã mandou na área, mas Geromel cortou de cabeça. Na sobra, Echaporá mais uma vez pegou a bola fora da área, mas a bola acabou saindo por cima do gol.

Aos 42, Fabrício passou para Echaporã sair em velocidade no contra-ataque, mas Rodrigues parou a jogada com falta e levou amarelo. Na cobrança, Bernardo ficou com ele e ganhou lateral. Na sequência, Nicolas ficou com ela e foi parado com falta, mas a arbitragem não marcou.

Aos 44, a Macaca recuperou a bola e Matheus Anjos tentou cruzar, mas não conseguiu concluir. Aos 48, Echaporã driblou Geromel, que deixou o pé em falta clara, que o arbitro não marcou. Aos 50, o juiz apitou o final da partida: 0 a 0 no Majestoso.

Ficha do jogo

Ponte Preta: Caíque França; Bernardo, Thiago Oliveira, Fabrício e Artur; Léo Naldi, Felipe Amaral (Igor Formiga), Wesley (Moisés Ribeiro), Fessin (Nicolas) e Matheus Anjos; Danilo Gomes (Echaporã). Técnico: Hélio dos Anjos.

Grêmio: Brenno; Rodrigues, Pedro Geromel, Bruno Alves e Diogo Barbosa; Villasanti, Lucas Silva e Bitello (Gabriel Silva); Campaz (Gabriel Teixeira), Elias (Ricardinho) e Ferreira (Janderson). Técnico: Roger Machado.

Gols:

Arbitragem: Paulo Roberto Alves Júnior apitou, com os assistentes Ivan Carlos Bohn e Victor Hugo Imazu dos Santos. José Guilherme Almeida e Souza foi o quarto árbitro.

Cartões amarelos: Wesley, Bernardo, téc. Hélio dos Anjos (Ponte Preta), Gabriel Teixeira, Diego Barbosa, Rodrigues (Grêmio)

Público Pagante: 4655

Não- Pagante: 550

Público Total: 5205

Renda: R$ 130.400,00

Jogo válido pela primeira rodada da série B do Brasileiro de 2022, disputado no estádio Moisés Lucarelli

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS