Com desempenho em ascensão,Chiquinho já pensou até em comemoração para o gol que quer fazer

 

A frase é quase tão velha quanto andar para frente: atacante vive de gols. O camisa 11 Chiquinho sabe bem disso e mal vê a hora de balançar as redes. Com desempenho em ascensão e angariando mais elogios a cada partida, o jogador confessa que está ansioso para deixar sua marca entre as traves do adversário. 
 
“Veio tanta coisa na minha cabeça. Já tenho até uma comemoração exclusiva e meus companheiros falaram que eu tinha que me benzer”, brinca. “Mas é preciso manter a cabeça tranquila, porque uma hora vai sair esse gol.”
 
Chiquinho conta que está extremamente feliz por ter a oportunidade de mostrar seu futebol, já que antes de vir para a Macaca não estava tendo oportunidades em sua antiga agremiação, o Corinthians. 
“Eu praticamente, nos últimos quatro meses, não consegui jogar e agora estou tendo oportunidade de atuar com a camisa da Ponte. Quero corresponder à altura essa confiança e continuar jogando”, diz.
 
 
Na opinião dele, a Ponte tem condições de se reencontrar já neste sábado com a vitória – que vinha conquistando há quatro rodadas seguidas antes de empatar com o São Paulo – e buscar a liderança isolada da competição . “Contra o São Paulo conseguimos anular alguns jogadores deles e agora é trabalhar, ver o que o professor quer para esse jogo. Vamos buscar a vitória para chegar na liderança e ter a cabeça tranquila para fazer mais um grande jogo no sábado”, diz.
 
Chiquinho faz questão, ainda, de elogiar os colegas de equipe em relação à marcação firme que virou marca da Macaca no Paulistão – a defesa alvinegra é a menos vazada, tendo tomado apenas um gol. “Temos que parabenizar os defensores, todo o setor defensivo está atuando com qualidade. O grupo está focado e o nosso objetivo é esse: jogar bem, conquistar espaço no futebol e conseguir títulos”, finaliza.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS