Com base em metodologia suíça e dados do Brasileirão 2016, analista aponta Ponte Preta como líder no ranking de eficácia em gestão do futebol

Fazer muito com pouco. Esta tem sido a tônica da Ponte Preta em comparação aos outros times da elite do futebol brasileiro e o analista Marcelo Paciello da Silveira acaba de comprovar que em termos de gestão a Macaca é campeã. Em artigo publicado no último dia 26, Silveira – que é graduado em Marketing pela FAAP e tem mestrado em Gestão do Esporte com ênfase em Marketing Esportivo – montou um ranking de eficiência levando em consideração o Campeonato Brasileiro do ano passado, e os números comprovaram que a Ponte Preta foi a mais eficiente.

“O site CIES Football Observatory, que fica na Suiça e produz análises e estudos estatísticos do futebol, em 2 de maio de 2017 efetuou uma análise comparativa entre salários gastos pelos times das cinco principais ligas da Europa e a performance em campo. Baseado nesses dados criaram ranking para medir eficácia da gestão dos times. Durante o mês de maio foram publicados os balanços dos times brasileiros e, baseados no mesmos critérios do CIES, efetuei análise similar para os 20 times que disputaram a série A em 2016”, conta o especialista em seu artigo.

Ele explica que o ranking é baseado no “GAP” (diferença entre a classificação final e a posição no ranking de salários): quanto maior o GAP, melhor a performance e vice-versa. Para chegar a um dado padrão dos gastos com salários das 20 equipes que disputaram o nacional, em vez de considerar gastos anuais ele considerou oito meses de salários, pois o campeonato Brasileiro começa em maio e termina em dezembro.

Por essa avaliação, Ponte Preta, Santos, Botafogo e Chapecoense foram os que tiveram melhor eficiência em gestão no Brasileirão 2016, com a Macaca tendo sido a melhor entre eles com vantagem. “Destaque para Ponte e Chapecoense, pois ficaram entre as quatro equipes com menor folha salarial entre os 20 participantes”, ressalta Silveira.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS