Com 28 gols marcados no ano em que atuou na Coréia, Everton Santos quer provar seu valor na Ponte Preta

 

Atacante que foi destaque entre os estrangeiros e campeão da K-League foi sondado por outras três equipes brasileiras e escolheu a Macaca para jogar
 
Quando deixou a Ponte Preta em 2011, por força de contrato que tinha com o Paris Saint Germain, o atacante Everton Santos deixou uma porta aberta. Afinal, no que dependesse dele, Everton nem queria ter saído. Foi por isso que, quando viu a chance de voltar para a Macaca neste ano, mesmo tendo convites de três outros times brasileiros (entre eles pelo menos grande time também na série A), o atleta não pensou duas vezes.
 
“Quando saí em 2011 deixei claro que queria voltar e queria a oportunidade de jogar com a camisa da Ponte, porque foi uma passagem curta, mas na qual me adaptei ao time e a cidade, fiz um bom trabalho e tinha boas lembranças.
Então tive diversas sondagens do Brasil, mas preferi a voltar pra cá por causa daquela experiência”, conta o jogador .
 
No período em que defendeu o Seongman, Everton Santos foi campeão pela K-League e se destacou entre os atletas estrangeiros na Coréia. “Marquei 28 gols e fui muito feliz no meu período lá. Mas quero provar meu valor aqui, na Ponte Preta. Estou mais maduro e mais experiente, e espero poder contribuir muito com a Macaca.”
 
O atacante conta que, apesar de ter jogado pela última vez profissionalmente no final de novembro, vinha treinando diariamente com um preparador físico particular. “Estou em boas condições e preciso apenas fazer uma adaptação, Creio que em no máximo 15 dias estarei apto a voltar a jogar e ficarei à disposição do treinador”, diz.
 
Everton ressalta que quer auxiliar o atual elenco a ficar ainda mais forte. “Vi que o elenco da Ponte é jovem, bastante talentoso e não é a toa que está onde está. Além disso, a instituição cresceu muito neste tempo em que estive fora, tem uma organização tremenda, dentro e fora do gramado. Então vim somar e dar o meu melhor para que tenhamos um grande campeonato Paulista, Brasileiro e todas as competições que disputarmos”, finaliza.

Contrato de três anos
 
O executivo de Futebol alvinegro Ocimar Bolicenho conta que na atual passagem pela Macaca, o acordo de Everton Santos é totalmente diferente da vez anterior – na ocasião, o jogador veio emprestado gratuitamente do PSG, mas na condição que poderia deixar a equipe a qualquer momento em caso de venda. 
 
“A vinda do Everton surgiu de uma oportunidade de mercado, ele está vindo em definitivo, com contrato de três anos. A Ponte hoje tem 50% dos direitos dele, um investimentos feito grandes com sacrifícios de muitas pessoas”, diz Bolicenho, revelando que os valores da compra não saíram do orçamento da equipe e sim de investidores.
 
“Conseguimos pessoas que estão dispostas a nos ajudar para que não perdêssemos a oportunidade. Não se trata de empresários e sim de investidores que querem ajudar a Ponte porque, sobretudo, são pontepretanos.
 
De certa forma há uma similaridade na contratação dele com a manutenção do Cicinho, em que todos os grandes quiseram o jogador e conseguimos mantê-lo com muito esforço.”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS