Clayson elogia a compactação que Eduardo Baptista implantou na equipe e afirma que a Macaca tem que impor o ritmo e ditar a partida contra o Internacional

Crédito obrigatório para reprodução:
Daniel Ribeiro / PontePress


 

O resultado negativo contra o Santos já é passado. Apesar de todos concordarem que o placar do jogo não reflete o que foi a partida, o foco agora é reabilitar no Campeonato Brasileiro no jogo contra o Internacional no próximo domingo, às 11 horas no Moisés Lucarelli. O atacante Clayson , que treinou com o elenco na manhã desta quinta no CT do Jardim Eulina, afirma que a equipe está concentrada para conseguir mais uma vitória em um jogo que deve apresentar bastante dificuldade para a Ponte.

“Mas a expectativa é fazer um grande jogo. Agora é retomar o caminho das vitórias e sair com os três pontos”, explica. Com boas atuações nas últimas partidas, o atleta elogia o trabalho do técnico Eduardo Baptista, que deu um padrão de jogo para a equipe.

“O time já tem a cara do Eduardo. Bem compactado para facilitar na hora de jogar. A marcação começa ali na frente, para quando recuperar a bola sair com velocidade”, enfatiza.

Clayson acredita em uma partida muito difícil, mas afirma que a Ponte tem que controlar a partida jogando em casa. “Eles vão vir aqui para vencer de qualquer jeito. Nós estamos brigando lá em cima. Aqui temos que impor nosso ritmo independente do adversário e da fase dele”.  

Sobre as alterações na frente, Clayson não acredita que a equipe irá sentir muita diferença. “Ali na frente estamos bem entrosados. As características mudam um pouco de um jogador para o outro. A nossa de municiar os atacantes não. Vamos procurar distribuir bem o jogo para a Ponte sair com a vitória”, finaliza.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS