Macaca treina neste sábado e já embarca para Ribeirão Preto; zagueiro Renato Chaves diz que pouco tempo entre partidas não vai reduzir determinação da equipe para conquistar nova vitória

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/GuilhermeDorigatti

A Ponte Preta faz nesta manhã de sábado o último treino antes de enfrentar o Botafogo-SP e já segue para Ribeirão Preto, onde o confronto ocorrerá neste domingo. O zagueiro Renato Chaves, que recebeu elogios pela atuação na vitória contra o Palmeiras, afirma que o pouco tempo entre a última rodada e o jogo de amanhã é um obstáculo que a equipe consegue superar. “A gente sabe dessa bateria de jogos que tem no começo do Paulista e já estamos preparados para isso, temos elenco e jogadores para isso. E vamos lá pra Ribeirão pra tentar mais uma vitória”, diz.

O defensor faz uma avaliação sobre a última partida e afirma que a postura do time será a mesma em Ribeirão. “A gente foi jogar de igual pra igual contra o Palmeiras. Isso que é difícil, porque foi jogar lá contra um time reforçado, mas a gente também tem time pra isso, pra jogar de igual pra igual contra eles, estamos no mesmo patamar. Então nós colocamos nosso plano de jogo, deu certo. Mas para nós, jogadores, todos os jogos são importantes e o Palmeiras foi mais um jogo importante, como vai ser o Botafogo de Ribeirão. Vamos entrar com a mesma determinação, com o mesmo foco, encarando como se fosse uma final, como em todos os jogos e aí vamos pegando o espírito e levando isso no decorrer do campeonato”, pontua.

O jogador conta que a evolução do time do primeiro para o segundo jogo foi natural e espera que ela continue a se consolidar. “A gente tende a melhorar no decorrer do campeonato, porque na estreia a gente não se conhecia muito bem, mesmo agora estamos conhecendo melhor o plano de jogo, os atletas. Por isso é bem difícil avaliar um time pela estreia. Acho que a Ponte Preta está com um ótimo elenco, tende a crescer nesse campeonato e vai dar muita alegria para o torcedor esse ano.”

Na opinião de Chaves, o sistema ofensivo com três atacantes, que o técnico Guto Ferreira implementou na partida passada, funcionou graças à união da equipe em campo. “Facilitou porque todo mundo se empenhou pra ajudar um ao outro. Estávamos bem compactos, quando um saía pra marcar na frente, a zaga saía inteira ou quando a gente recuava o ataque recuava junto e isso compactava bem o nosso time. Isso deixou a zaga bem sólida, eles não conseguiam sair jogando, começaram a dar chutão, passes errados e isso ajudou bastante a gente”, diz.

O jogador também elogia o goleiro Matheus, que fez uma excelente partida. “A estreia dele  foi muito boa, passou confiança. É um menino  que se empenha muito, a gente vê nos treinamentos, ajudou muito nessa defesa principalmente. A gente prova que tem bons goleiros nossos no elenco e isso ajuda sim a defesa, ter um goleiro que passa confiança. Isso ajuda muito não só a zaga, mas o time inteiro.”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS