No Rio, Renato Chaves reforça o carinho que sentiu em vestir a camisa da Ponte e diz ter saído do clube pela porta da frente

Um dos destaques a Ponte Preta na temporada passada, o zagueiro Renato Chaves já tinha todo o planejamento acertado com a Macaca para esse ano. Contudo, o Fluminense-RJ, muito por conta do trabalho feito pelo atleta aqui em Campinas, se interessou pelo jogador e acabou contratando o zagueiro, que se mostrou honrado em ter feito parte do clube. “Fico feliz pela Ponte ter me dado a oportunidade de vestir essa camisa. Em todos os time que passei aqui foi o que mais me senti a vontade e que mais gostei de jogar. Posso falar isso com certeza. Fico muito feliz em ter deixado a Ponte pelas portas da frente”, diz Renato., que no último dia 13 também colocou uma declaração pública em seu Facebook dizendo que sempre torcerá pela Macaca.

O negócio estará efetivamente concluso nos próximos dias, com a finalização da parte burocrática, mas o jogador já havia sido liberado para treinar no Rio de Janeiro enquanto isso ocorre. O defensor, que chegou do Náutico-PE, sem muito alarde, se mostrou satisfeito com o rendimento que teve na Macaca. “Na primeira coletiva que fiz na Ponte, eu disse que ninguém começa jogando com o nome. Todo atleta que tem nome hoje, certamente foi um cara desconhecido no seu passado. E quando cheguei falei isso. Fui ganhando confiança da diretoria, dos meus companheiros de equipe, da torcida e consegui terminar o ano de forma excelente”, afirma.

 

O zagueiro ressalta que a negociação para sua saída acabou sendo um consenso entre todos os envolvidos. “Eu dei minha palavra para a diretoria que eu ia renovar com a Ponte Preta. Apareceram times para assinar pré-contrato antes e não assinei, cumprindo minha palavra com a Ponte. Mas então veio a proposta do Fluminense, que era do meu interesse e que financeiramente compensaria para o time. Eu e a diretoria da Ponte sempre fomos muito claros um com o outro. Nunca houve desavenças. Sempre fomos claros, preto no branco. Foi tudo certinho, conforme o que foi combinado, e foi bom para os dois lados”, completa.

 

 

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS