Carpegiani pede desculpas por não ter dado entrevista após derrota: não foi desacato nem desrespeito nem com imprensa, nem meu torcedor,nem minha diretoria…fiquei muito irritado, não sei perder

 

O técnico Carpegiani falou na tarde de hoje à imprensa, antes de iniciar no CT o treinamento com os jogadores que não atuaram no domingo. O treinador – que já adiantou que o zagueiro Betão irá estrear contra o Criciúma e que William e Ramirez serão poupados para a próxima rodada do Brasileiro – também explicou o fato de não ter concedido entrevista coletiva após a derrota para o Goiás, o que gerou polêmica junto a alguns órgãos de imprensa. O comandante alvinegro afirmou ainda que está recebendo apoio da imprensa e da torcida, e que é sua obrigação e do time fazerem mais para ampliar este apoio. Confira abaixo os principais trechos da entrevista:

 

A ausência na coletiva pós-jogo

 

Com toda simplicidade e humildade do mundo, peço desculpas. Não foi desacato nem desrespeito com a imprensa, com meu torcedor, com minha diretoria. Estava muito irritado com um fator extracampo. Tive um desentendimento pessoal no corredor,um assunto interno, particular  (prefiro guardar pra mim) e fiquei muito mais irritado do que já estava. Não sei perder, não admito perder, ainda mais do jeito que foi contra o Goiás. Com tudo isso não me senti em condições de enfrentar a imprensa, peço desculpas.

 

O jogo contra o Goiás

 

Ontem tivemos 55% de posse de bola no primeiro tempo, mas não tivemos objetividade, não conseguíamos fazer três, quatro passes seguidos. E pior, o Goiás tinha a felicidade de interromper nossas jogadas e aceitamos isso  passivamente. No segundo tempo, pasmem, tivemos quase 80% de passe de bola, mas o Goiás se fechou atrás e não conseguíamos furar. Então tivemos um primeiro tempo sem objetividade, fomos passivos, e no segundo tempo melhorou, mas sem capacidade pra marcar.

 

O apoio ao time

A imprensa, a diretoria e a torcida têm dado apoio ao time. No domingo o torcedor nos ajudou, aplaudiu o tempo todo, vaiou na hora certa, quando já tinha terminado e a crítica era merecida. O que temos que fazer é melhorar o time para merecer ainda mais esse apoio.

 

Elenco, lesões, ausências

 

Preciso que me adaptar ao que tenho em mãos e se há dificuldade tenho que mudar, que corrigir. Não sou treinador de um esquema só, se for necessário mudaremos o esquema para ter o time que queremos e quero um time seguro na parte de trás, com um meio campo que coloque a bola no chão e acerte pases para que cheguem ao ataque e finalizemos corretamente.

 

 

Pensou em sair?

 

Todos nós treinadores temos momentos, sabemos que dependemos de resultado, mas eu estou aqui porque realmente quero focar na Ponte Preta. Tive convites de outros times e vim aqui porque eu quis, na hora em que não quiser mais eu chego e aviso para a diretoria, assim como se eles quiserem mais basta chegar e me avisar, Mas estou aqui porque realmente quero, gosto e não quero atrapalhar, pelo contrário, vim para ajudar. Ao que mudou no time que eu vi antes de chegar e eu não esperava, eu consigo me adaptar.

 

Inconstância no time titular

 

Hoje no Brasileiro tem dois ou três times mais definidos, todos os outros mudam muito, seja por lesões, cartões ou outra situação. Agora, o que temos que ser é mais racionais dentro de campo e atingir uma regularidade. O que não pode acontecer é o primeiro tempo que tivemos contra o Goiás, que foi abaixo da critica. Podemos jogar mal, mas garra e empenho temos que ter sempre, até porque essa é uma característica da Ponte Preta.

 

Contra o Criciúma

 

O Betão vai estrear, quero uma defesa mais segura e ele fará esse papel. O  William não vai viajar conosco, assim como o Ramirez, não posso correr o risco de ficar sem alguns jogadores na próxima rodada do Brasileiro por desgaste. Deixarei dois três aqui para dar o devido descanso. Se pudesse levaria todos, mas temos jogo na quarta, no sábado, na terça de novo e isso gera desgaste natural e temos que ter um cuidado maior pelo momento que estamos vivendo. Contra o Cruzeiro só me interessa a vitoria, não posso pensar em outro resultado que não esse.

 

 

(Crédito obrigatório para foto: PontePress/DJotaCarvalho)

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS