Carpegiani é o novo técnico da Ponte Preta: treinador será apresentado oficialmente na próxima quarta-feira

Profissional já comandou duas seleções e conquistou nove títulos na carreira de técnico, entre os quais uma Libertadores

Paulo César Carpegiani é o novo treinador da associação Atlética Ponte Preta. O técnico assinou contrato neste sábado, em Porto Alegre, e deverá se apresentar em Campinas na próxima quarta-feira. O último time comandado pelo ex-meia armador foi o Vitória, em 2012 (em 2009, quando também foi técnico da equipe, conquistou o título baiano) e, na passagem pelo clube, teve aproveitamento de 66,6%. "Estou muito feliz em dirigir um time de tanta tradição como a Ponte Preta e estou certo de que a equipe tem capacidade para se recuperar no Campeonato Brasileiro. Trabalho e empenho não faltarão", afirma.

Como jogador, Carpegiani, hoje com 64 anos, iniciou a carreira defendendo o Internacional, onde sagrou-se campeão gaúcho sete vezes seguidas, de 1970 a 1976, além de ter conquistado o Brasileiro em 1975 e 1976. Depois, transferiu-se para o Flamengo, onde fez parte do elenco campeão carioca de 1978 e 1979, e campeão brasileiro de 1980.

Como treinador, o gaúcho de Erechim (RS), conquistou nove títulos, entre eles uma Copa Libertadores da América e um mundial (a Copa Intercontinental). Comandando o Flamengo, em 1981, foi no mesmo ano campeão carioca, da Libertadores e da Intercontinental. No ano seguinte, ainda com o time carioca, foi campeão brasileiro.

Em 1984, comandando o Al Nassr, foi campeão da Copa Arábia Saudita e, em 1989, campeão pernambucano com o Náutico – próximo adversário da Ponte Preta no Campeonato Brasileiro 2013, no dia 7 de julho. Em 1992 e 1994, venceu o Campeonato Paraguaio no comando do Cerro Portenho e chegou a comandar a Seleção Paraguaia durante a Copa do Mundo de 1998. Montou um time que se destacou principalmente pelo setor defensivo (contava com o goleiro Chilavert, o lateral-direito Arce e a dupla de zaga Ayala e Gamarra) e foi eliminado pela França em um jogo de arbitragem altamente questionada na época.

O comando da Seleção Paraguaia o cacifou para assumir o São Paulo em 1999. Ele voltaria a dirigir a equipe paulistana em 2010-2011, entrando para a história como o único treinador a conquistar cinco vitórias seguidas pelo time no Brasileirão – no comando da equipe, teve aproveitamento de 64,2%. O técnico também teve passagens por Corinthians, Flamengo, Barcelona do Equador, Cruzeiro, Náutico, Coritiba, Atlético Paranaense, Bangu, Palmeiras e a Seleção do Kwait. O título mais recente foi conquistado pelo Vitória em 2009. O time baiano também foi a casa mais recente, em 2012. 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS