Carpegiani diz que partida contra Coritiba foi bem jogada e que Ponte pecou na bola parada, mas foi prejudicada por falta invertida pela arbitragem

O técnico Carpegiani conheceu na noite de ontem a primeira derrota no comando da Ponte Preta, porém, ainda que lamente o placar, o treinador gostou do que viu em campo. “Os torcedores, tanto do Coritiba quanto da Ponte, presenciaram um bom espetáculo. Foi um jogo aberto, bem jogado, de toque e de velocidade de ambos os lados. Não posso reclamar que é injusto o resultado, nós pecamos principalmente na bola parada. O único senão, e eu não quero tirar nenhum mérito na equipe do Coritiba, foi a falta que originou o gol do Alex. Foi uma falta invertida, seria ao nosso favor. E assim ocorreu em algumas outras também, mas salientar isso, depois do belo jogo que foi, seria lamentar. Tenho que lamber as feridas, não soubemos ganhar o jogo. Foi um jogo totalmente diferente, sofremos com isso”, diz.

O treinador faz uma análise sobre a partida. “Não que eu soubesse como o Coritiba ia jogar, mas eles atuam com cinco no meio de campo e um atacante, então nós já sabíamos que iríamos ter muita dificuldade. Tanto é que chegamos ao final do jogo, quando desloquei o Ramirez, o jogo ficou bastante aberto. Por isso, naquele momento, o mais conveniente para iniciar o jogo seria com o Magal”, diz, e  completa avaliando a atuação da Macaca: “A produção da equipe foi boa. Foi uma equipe organizada, bastante rápida e que hoje lamentamos que não foi possível vencer.”

Carpegiani registra, ainda, o diferencial do time oponente. “O Alex com a bola no pé é poderosíssimo. Nós tivemos uma postura muito boa, compactamos bem os espaços, com velocidade para sair jogando. Tivemos uma caída após os 15 primeiros minutos e recuamos demais nosso meio-campo, e o Alex acabou fazendo a diferença na cobrança de falta”, finaliza.

(crédito obrigatório para reprodução da foto: PontePress/GuilhermeDorigatti)

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS