Entre os prováveis titulares, Renato Cajá reforça respeito à equipe do Vilhena e afirma que Ponte entrará em campo buscando vencer

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/FábioLeoni

A Ponte Preta deve entrar com força máxima para encarar o Vilhena-RO, na noite desta quinta-feira pela Copa do Brasil. Entre os prováveis titulares, o meia Renato Cajá cobra um time 100% focado em busca da classificação. Mesmo com a equipe de Rondônia sendo mais modesta em termos financeiros, o atleta acredita que a partida se resolve mesmo é dentro das quatro linhas.

“Tem que ter seriedade. Hoje não tem mais bobo no futebol. Não importa se eles não ganham um grande salário. O que importa é que eles virão com o coração para vencer. E nós estamos determinados a isso também, não dando os espaços, fazendo o nosso melhor, porque é dentro de campo que se resolve. Não importa quem é melhor, temos que fazer o nosso máximo para sair com essa classificação dentro de casa. Respeitamos muito o Vilhena, mas precisamos fazer nosso jogo aqui para definir tudo”, afirma Cajá, que também se cobra em apresentar sempre um bom futebol.

“Eu tenho tentando entrar com foco em todos os jogos. Acontece de algum jogo nós não irmos bem, mas isso de uma forma geral. Espero que tenhamos continuidade, fazendo belas partidas. Estou tranqüilo, vou trabalhar certinho para que essa reta final de campeonato seja muito boa”, diz o atleta. Ainda sobre o jogo da noite de hoje, o meia acredita que a equipe da Macaca vai entrar motivada e querendo muito essa classificação para a próxima fase da Copa do Brasil.

“Nós sabemos que a expressão do time do Vilhena é pequena, mas a motivação tem que sair dentro de nós. Não importa se temos um jogo ‘pequeno’ ou ‘grande’. Tem que sair de dentro de nós essa força e motivação interior e classificar. Há várias fazes na Copa do Brasil, com times grandes, bons, e é uma competição que leva até a Libertadores. Temos que seguir firme, nos dedicar e quem sabe chegaremos bem mais longe”, ressalta o camisa 10, que espera um Vilhena na retranca, dificultando as ações da Ponte.

“Acredito que virá um time fechado, jogando no contra-ataque para fazer um gol. Virão para dificultar a nossa vida e temos que estar ligados. O Guto está formando a equipe e o time vai estar mais ligado, fazendo um jogo rápido, chegando firme para vencer. Não importa quem vai estar na nossa frente. Temos que fazer uma bela partida e sair classificados. Estamos unidos, juntos, para fazer uma boa reta final de Paulista e conseguirmos essa classificação”, completa.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS