Macaca vai à busca da classificação na Copa do Brasil contra o Moto Club nesta quarta

 

Crédito obrigatório para reprodução da imagem: PontePress/FábioLeoni

 

A Ponte Preta vai encarar o Moto Club às 19h30 dessa quarta-feira (13) no Moisés Lucarelli pela partida de volta da segunda rodada da Copa do Brasil 2015. Após vencer o primeiro jogo fora de casa por 2 a 1, a Macaca se garante na próxima etapa do torneio vencendo, empatando ou até mesmo perdendo por 1 a 0.

O treinador Guto Ferreira já sinalizou que deverá utilizar uma escalação alternativa nesse jogo, assim como no primeiro confronto da disputa. “A busca por um time alternativo passa pelo trabalho que estamos realizando na Ponte e pelo merecimento adquirido na partida de São Luis do Maranhão. Não fazemos isso apenas para poupar, mas por termos preocupação em montar uma equipe competitiva para esse ano, buscar promover jogadores de base e para estruturar uma equipe da Ponte Preta dando oportunidades para todos os jogadores. Eles fizeram uma partida difícil fora de casa e responderam da maneira que foi, então merecem outra oportunidade”, explica Guto Ferreira que comenta também sobre a entrada de três novas peças no time.

“O Marcelo Lomba é uma questão de ganhar ritmo de jogo, porque ainda jogou pouco e precisa ganhar mais minutos. O Tiago Alves se eu não ponho para jogar agora ele vai ficar 10 dias ou mais sem jogar, além de fazer com que o Renato Chaves chegue ao final de semana em um estágio diferente do restante do time. Já o Borges terá a oportunidade de começar sua primeira partida na Ponte e vamos torcer para que ele possa fazer um grande jogo dentro do potencial dele e ajudar o nosso grupo nessa partida.”

O comandante da Macaca ainda deixa um recado para a torcida pontepretana, que será muito importante para a vitória. “Sabemos da condição que a diretoria colocou os ingressos de maneira mais do que acessível e nessa hora, mais do que nunca, o torcedor tem que fazer a sua parte de vir ao Moisés Lucarelli para ver esses jogadores, apoiar esses meninos para empurrar e ajudá-los a ganhar segurança e amadurecimento para poder serem efetivos dentro do time amanhã ou depois”, diz Guto Ferreira.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS