Lateral esquerdo Bryan afirma estar realizando um sonho em vestir camisa da Ponte e quer acabar com história de time que só empata

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/DJotaCarvalho

O lateral esquerdo Bryan, que atuou o último Campeonato Paulista pela Portuguesa, está pronto para atuar pela Ponte Preta no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil. O atleta está à disposição do técnico Dado Cavalcanti e não vê a hora de vestir a camisa da Macaca dentro das quatro linhas.

“É uma vontade e um sonho estar jogando aqui. Estou em boas condições físicas, me sinto preparado e já posso ir para o jogo. Espero que, se for para a partida deste sábado, nós consigamos uma vitória. Todos estão em busca disso, depois de tantos empates seguidos. É hora de conseguir vencer”, afirma o jogador, que terá a concorrência de um velho conhecido.

“Até tenho uma história de quando eu encontrei o Magal na Portuguesa no ano passado. Eu cheguei na segunda-feira e já tinha jogo na quarta-feira. Acabou que eu fui relacionado para a partida. E agora eu vim para a Ponte e ele já está aqui. Faz parte do futebol. Somos amigos, ele é muito alegre e a briga aqui é sadia, independente de quem jogar, nós dois vamos fazer o nosso melhor. Mas assim como ele busca seu espaço, eu busco o meu. Mas reforço que quem jogar dará o máximo”, ressalta o lateral.

Bryan diz que se destaca mais por suas características ofensivas, mas tem consciência que todo atleta também precisa contribuir na defesa. “Todo lateral hoje em dia tem que defender e depois atacar. Mas sempre me favoreci pelo lado ofensivo. Gosto muito de atacar, de chutar para gol, fazer gols, cruzamentos para os atacantes. Só que também sei defender. Tenho um porte físico e um condicionamento bom e o ideal é aprimorar ainda mais lá atrás e fazer minha parte lá na frente ajudando os atacantes”, afirma Bryan, que já atuou fora do país, pelo Benfica, e considera que a passagem por lá foi importante.

“Desde pequeno meu pai me acompanha e nós conversávamos que se viesse uma oportunidade lá fora eu iria, e ela apareceu. Tive a oportunidade de ir para o Benfica, mas fiquei mais no time B. Treinava com o time principal, mas é difícil ter oportunidade, com finais de Liga Europa e finais de Liga Portuguesa. Então treinava no time A, e jogava no time B nos fins de semana. Mas mesmo assim a experiência foi incrível. Muitos gostariam de ter essa oportunidade. Treinava ao lado de Cardozo, Luisão, Aimar, e foi uma experiência boa demais. Faz parte do meu currículo. Só tenho o que agradecer e mostrar meu trabalho aqui na Ponte agora”, exalta.

O atleta está confiante em um bom jogo nesta 4ªRodada do Brasileiro. “Se precisar ajudar já neste sábado eu estou à disposição. Todos estão tranquilos e trabalhando, para quando chegar no jogo espantar essa história de empates e sair coma vitória”, reforça.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS