Confirmando entre os titulares, Borges busca espaço no time e diz que equipe tem que atuar com inteligência nesta quarta

Crédito obrigatório para reprodução
da foto:PòntePress/FábioLeoni

Para o confronto diante do Coritiba-PR, na noite desta quarta-feira (27), o técnico Guto Ferreira já confirmou a presença do atacante Borges na equipe titular. O jogador, que ainda está buscando sua melhor condição dentro do grupo pontepretano, comemorou a chance de estar novamente entre os 11 titulares.

 “O jogador só ganha ritmo de jogo atuando. Por mais que você treine, não tem como entrar no ritmo sem estar jogando. E quanto mais jogar, mas com condições você fica. Aprendi isso ao longo da minha carreira e acredito que seja a forma mais correta. Claro que respeito a decisão do Guto. Não é pela questão física, mas é mais questão de ritmo mesmo, e eu respeito a decisão do treinador. Então trabalho para quando as oportunidades aparecerem aproveitar chance”, revela o centroavante, que atuou de titular contra o Moto Club, na Segunda Fase da Copa do Brasil.

“Contra o Moto Club eu fique muito feliz, porque já estava há algum tempo sem atuar em uma partida, e atuei por 80 minutos. Fiquei bastante confiante na expectativa de jogar contra o São Paulo, mas não aconteceu. Estou trabalhando para aproveitar as oportunidades, e espero fazer um grande jogo contra o Coritiba”, diz Borges, que espera um confronto complicado contra o Coxa.

“Com todo o respeito à equipe do Moto Club, nós vamos enfrentar agora uma equipe de Série A. O Coritiba vem jogando há bastante tempo junto, com jogadores que vieram reforçar seu elenco. É uma equipe de qualidade. Acredito que irão jogar completos contra nós. Temos que ter inteligência. Ainda tem o jogo de volta e temos que aproveitar as oportunidades para fazer os gols e não dar espaços para que marquem contra nós”, afirma o camisa 9.

Sobre o seu futebol, Borges brinca a respeito da marcação que sofre, mas ressalta o quanto a Ponte também é eficaz nesse trabalho. “Os adversários, pelos poucos jogos e gols que fiz no futebol (risos), me conhecem e sabem que não podem dar espaço. Até porque jogar contra a Ponte Preta é muito chato. Nossa equipe marca o tempo todo, e não dá chance para o adversário. Para ganhar da Ponte vão ter que suar muito”, ressalta o atleta.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS