Eduardo Baptista elogia evolução e maturidade da Ponte e já pensa na equipe que irá enfrentar o Figueirense

Crédito obrigatório para reprodução:
Daniel Ribeiro PontePress

 

Apesar do empate em casa e deixando de lado as polêmicas com a arbitragem, o treinador da Ponte Preta Eduardo Baptista elogia o futebol praticado pela equipe no jogo contra o Internacional na manhã de ontem (24). “ O time teve o domínio das ações da partida por 90 minutos. Conseguimos criar inúmeras chance e neutralizar o adversário. O Inter em duas bolas fez os gols e tivemos um gol mal anulado. No geral, o fato é que o time jogou bem, se impôs, fiquei contente com a produção", diz.

O treinador destaca ainda a personalidade dos jogadores. "Ninguém esmoreceu, tivemos várias boas atuações, entre elas o Wendel e o Maycon estreando em casa. Tudo que treinamos foi colocado em prática. Fomos ontem um time que dominou o Inter por 90 minutos.,marcando no campo deles. Um time jovem, a equipe toda aguerrida e disciplinada taticamente. Pelo futebol, a minha sensação é de felicidade”, afirma.

Baptista explica ainda a diferença que fez em uma semana inteira de treinamentos. “É importante quando se tem uma semana cheia. No calendário brasileiro isso é raro e quando a gente tem, temos que aproveitar da melhor maneira possível e fizemos isso, encaixou o que a gente queria. O mais importante foi a personalidade da equipe e Isso não se treina de um dia para o outro. A evolução de agredir o adversário, de buscar, de subir as linhas me deixa muito contente”, afirma.

Para o jogo pela Copa do Brasil contra o Figueirense, já nesta quarta (27), o treinador irá aguardar para avaliar o desgaste dos jogadores. “Nesse jogo das 11 o desgaste foi maior, então precisamos ter certeza de com quem vamos contar”, finaliza.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS