Aranha e Potker ressaltam que time precisa manter bom ritmo e pés no chão, pois nada foi conquistado ainda; Galhardo fala sobre a lesão que sofreu no ES

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

O elenco da Ponte Preta retornou ontem de tarde a Campinas e já treina nesta sexta-feira (9) de olho na partida de domingo contra o América-MG. Para o elenco alvinegro, a derrota contra o Flamengo não minimiza o empenho do time na competição e, mais ainda, é hora de redobrar esforços para manter o bom momento da equipe.

“A gente está com os pés no chão, consciente, sabe que trabalho é bom e tem que ser valorizado, mas não conquistamos nada ainda. Temos que correr bastante, nos dedicar bastante pra manter ritmo e não deixar cair”, alerta o goleiro Aranha, que na partida de quarta não só fez boas defesas como foi fundamental no gol da Ponte Preta, lançando a bola Pottker fazer o gol de empate alvinegro.

O camisa 1 comenta este lance em específico. “A gente tem jogado bem, se dedicado bastante, e sei da qualidade e velocidade dos nossos jogadores de frente, então quando tem oportunidade segura de fazer esse tipo de jogada eu procuro fazer. O principal, agora, é mantermos o padrão, pois apesar da dificuldade que enfrentamos com os adversários, estamos fazendo bons jogos”, diz.

Autor do gol, Pottker reforça que em jogos como o de anteontem aparecem poucas chances de gol e por isso é preciso estar sempre atento. “A gente teve algumas chances que não concluímos e não matamos o jogo. Conseguimos empatar, mas no final eles tiveram sucesso de fazer. Esse resultado em si não atrapalha grupo: estamos focados, bem, sabemos que foi jogo um jogo disputado em que qualquer um poderia sair com a vitória e infelizmente não deu pra nós”, pontua.

Com oito gols (a dois da artilharia da competição), o jogador não foca na artilharia e, sim, em ajudar para que a equipe conquiste novas vitórias. “Meu intuito é sempre de ajudar a Ponte. Enquanto estiver fazendo gols estarei ajudando, então farei meu melhor pra fazer gols e sairmos com três pontos, que é o mais importante. No jogo de ontem ficou um gosto amargo por não termos somado pontos, mas já passou e agora é levantar e enfrentar o América com tudo”, enfatiza.

Thiago Galhardo

Na partida no Espírito Santo, o meia Thiago Galhardo sofreu lesão que deve deixá-lo fora do próximo compromisso alvinegro. O jogador relembra o momento. “Fiquei em campo sem condição nenhuma, achei até que fosse coisa de momento, como no jogo contra o Corinthians, mas o tornozelo inchou, doía e ainda dói muito, não dava mais. Infelizmente aconteceu o que nenhuma atleta quer, uma lesão, mas não tem como lamentar, acontece no futebol e infelizmente aconteceu comigo”, diz.

Thiago conta que ficou triste, mas tem esperança em voltar logo. “Chorei de dor e tristeza, primeiro porque meus pais e esposa estavam assistindo, falei com eles e todos sabem o que batalhei para chegar até aqui, estava vivendo um bom momento, ganhei a confiança do treinador. Mas agora é fazer os exames pra saber exatamente como prosseguir, já fico feliz por  não ser fratura e sei que estou nas mãos de uma boa equipe médica e de fisiologistas, estou confiante em voltar o mais rápido possível”, finaliza.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS