Após vitória no aniversário pontepretano, Carpegiani analisa atuação da equipe e fala da importância da torcida

 

Na noite em que completou 113 anos de idade, a Ponte Preta literalmente usou a cabeça – foram três gols em jogada aérea – e venceu o Criciúma pelo placar de 3 a 1 no estádio Moisés Lucarelli. O treinador Paulo Cesar Carpegiani analisa a atuação da equipe pontepretana nesta vitória, que teve gols de William, Artur e Everton Santos. “Tivemos um primeiro tempo muito bom, quando tivemos o domínio do jogo e criamos oportunidades. Tivemos velocidade e imprimimos o nosso ritmo”, conta Carpegiani.

 

Já na segunda etapa, avalia o técnico, houve uma queda de desempenho. “Não voltamos bem e acabamos sofrendo o gol em uma desatenção. Sentimos o gol, mas depois emparelhamos novamente e fizemos o terceiro. Foi um jogo bastante difícil e acredito que os jogadores fizeram por merecer o placar, que foi bastante justo e premiou a equipe que dominou totalmente o adversário”, diz.

 

O comandante da Macaca também faz questão de enaltecer o importante papel da torcida alvinegra. “Indiscutivelmente quem faz a torcida é o time. O nosso futebol, principalmente no primeiro tempo, deve ter sido muito agradável e nós sentíamos a vibração da torcida, aplaudindo e incentivando e isso foi fundamental para o nosso desempenho”, afirma.

 

Ele finaliza dizendo que espera um maior envolvimento dos torcedores na medida em que o time continue a crescer. “Nós só vamos trazer a torcida em sua totalidade se conseguirmos os resultados e vamos buscar isso: nós queremos o torcedor bem junto conosco, jogando junto.”

 

(crédito obrigatório para reprodução da foto: PontePress/GuilhermeDorigatti)

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS