Após trabalho reconhecido na integração entre Profissional e Base, Fábio Moreno deixa a Ponte

Foto: Álvaro Jr./PontePress

 

Em comum acordo, a Ponte Preta e o coordenador técnico Fábio Moreno encerraram nesta quinta-feira (9) o vínculo profissional entre as partes. Com diversas passagens pela Macaca, onde trabalhou pela primeira vez em 2003 como observador, a saída de Moreno faz parte de uma reformulação já iniciada nesta transição da gestão do presidente Sebastião Arcanjo para a do presidente eleito Marco Eberlin, que assume oficialmente em janeiro de 2022.

“O Fábio fez um excelente trabalho, em especial na integração entre o Futebol Profissional e a Base: o que vimos em campo na vitória contra o Coritiba, com seis atletas formados na Base em campo, é resultado direto do trabalho dele. Além disse, deixa um como legado o Padrão Ponte Preta, que conseguimos implementar no futebol”, elogia Tiãozinho.

O presidente eleito Eberlin também faz comentários positivos a respeito de Moreno. “O Fábio é um ótimo profissional e uma pessoa por quem tenho um grande carinho. Neste momento, até em virtude da reformulação que estamos fazendo por questões financeiras, não contaremos com os préstimos dele, mas as portas da Ponte Preta estarão sempre abertas para Fábio Moreno no futuro”, pontua.

O próprio Fábio Moreno agradece às palavras dos dirigentes e a todos os pontepretanos pelo apoio que recebeu nesta mais recente passagem, na qual inclusive chegou a comandar a equipe como técnico por 17 jogos – dois na Copa do Brasil e 15 no Paulistão, entre estes uma vitória por 3 a 1 em um dérbi.

“A Ponte Preta para mim é mais do que um clube, é meu time de coração, minha família. Trabalhar aqui sempre é uma honra e agradeço a todos que acreditaram em mim e apoiaram meu trabalho. Dei e sempre darei meu melhor pela Macaca quando precisarem de mim. Muito obrigado a todos”, diz.

A Ponte Preta agradece a Fábio Moreno pelos bons trabalhos e deseja sorte nos desafios futuros.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS