Antônio Carlos comemora chance na zaga titular no jogo desta noite e mostra confiança em classificação da Ponte para as quartas da Copa do Brasil

 

Foto: PontePress/ThiagoToledo

 

A equipe da Ponte Preta deve ter novidades diante do Atlético Mineiro, na noite desta quarta-feira (21). Com a suspensão de Grolli, após ter sido expulso no jogo de ida pela Copa do Brasil, Antônio Carlos aparece como provável nome para entrar na defesa alvinegra. O atleta espera corresponder.

 

“Infelizmente esse eu ano não tive muitas oportunidades, mas trabalhei, fui perseverante e o professor Eduardo e o Pedro Gama vem falando para nos dedicarmos porque a chance virá. E agora que pintou a oportunidade tenho que aproveitar. O grupo é fechado, é uma família, não tem vestiário melhor. Estou aprendendo bastante com meus companheiros aqui da Ponte e pode ser eu, o Fábio Ferreira, o Tiago Alves, o Grolli, o grupo está fechado para que quem esteja apto para jogar entre e faça o melhor que puder”, afirma o jogador, que revela o bom relacionamento entre os zagueiros do clube.

 

“Nós zagueiros conversamos bastante. Passamos um para o outro o que nós sabemos. O Fábio fala bastante, até pela experiência que no futebol. Eu sou novo e tenho que pegar dicas de todos esses caras. É importante pegar essa experiência deles para saber o que fazer dentro de campo”, explica o defensor.

 

Sobre o adversário da noite, Antônio Carlos diz que sabe que é um rival forte, mas mostra confiança no time da Macaca. “Nós sabemos a força que tem o time do Atlético Mineiro. Conhecemos o potencial deles, os jogadores que eles têm, mas eles também sabem os atletas que vão enfrentar. Estamos fazendo um ótimo campeonato e agora mudamos a chave para a Copa do Brasil. Podem ter certeza que eles foram surpreendidos lá em Minas e vão ser surpreendidos aqui também. É um jogo para fazer história e vamos para fazer uma ótima partida, concentrados, focados, como sempre a Ponte foi. Temos que entrar firmes a todo momento, pois sabemos da capacidade do adversário. Temos que ter foco nesse jogo, não errar nenhuma bola, para quando pintar a chance marcar gol e não tomar”, ressalta o zagueiro, que vê na partida de logo mais, um passo importante em busca de um grande objetivo.

 

“É um sonho não só da Ponte Preta, mas de todos os clubes que estão disputando. A Copa do Brasil é o meio mais fácil de chegar a Libertadores. Mas sabemos também das dificuldades porque só ficam os melhores e trabalhamos para estar nessa situação e espero que com o que treinamos, desde o início do ano, nós mostremos nossas qualidades em mais esse jogo”, completa.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS