Antônio Carlos comemora estreia com vitória e espera por mais oportunidades na equipe

Crédito obrigatório para reprodução:
Rodrigo Ceregatti/PontePress

 

Com a lesão de Kadu e a suspensão de Fábio Ferreira, o zagueiro Antônio Carlos enfim estreou na equipe da Macaca. Formando dupla com Douglas Grolli, o beque pontepretano mostrou firmeza e bom tempo de bola apesar de estar sem ritmo de jogo.

Para o zagueiro a sensação é de dever cumprido. “Estou muito feliz. Depois de seis meses sem jogar, onde terminei um campeonato jogando, só felicidade. Abracei minha filha e minha esposa com a sensação de dever cumprido. Pude ajudar meus companheiros dentro de campo. A dupla com o Grolli foi muito boa. A gente estava treinando firme. Sabia os espaços que cada um ocupa. Espero ter colocado uma dúvida na cabeça do professor”, afirmou.

Carlos falou sobre o tempo que ficou sem jogar. “É muito difícil. Todo jogador quer jogar. Sentir o calor da torcida. Estar dentro de campo. Esse era o meu pensamento. Eu queria jogar. Coloquei isso na minha cabeça e continuei treinando e batalhando e apareceu a oportunidade e eu aproveitei. Eu vibro muito. Quando tomamos o gol a primeira coisa foi levantar o time. A gente sabia que ia ser difícil. Que eles viriam aqui para tirar ponto da gente. Tivemos cabeça fria para virar o jogo. Tivemos equilíbrio e saímos com a vitória”, explicou.

O jogador da Macaca elogiou a qualidade do grupo e a união. E falou sobre a bola que salvou quase em cima da linha. “Sempre respeito os meus companheiros. Ninguém está aqui para dividir grupo. Quem tiver jogando, quem o Eduardo escolher irá fazer um ótimo papel. Fui feliz de tirar aquela bola. O Rogério foi muito rápido no lance e graças a Deus consegui tirar aquela bola”, disse.

Sobre a preferência por algum campeonato, Antônio Carlos foi direto. “O agora da Ponte é a Copa do Brasil. É um campeonato muito importante. E temos que jogar cada partida como se fosse a última”, finalizou. 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS